Imagem ilustrativa/internet

A pandemia do coronavírus avança no Vale do Caí. Até ontem, terça-feira, as vinte cidades integrantes da Associação dos Municípios do Vale do Caí (Amvarc) registravam um total de 1.428 casos confirmados e 23 óbitos. A boa notícia é que 1.061 já conseguiram superar a doença e estão curadas, o que representa 74,3%. Outros pacientes ainda se recuperam em casa ou em hospitais. Além disso, o número de casos confirmados deve crescer consideravelmente na medida que os municípios aplicam mais testes.

A maior preocupação é com as internações, já que as UTIs e leitos destinados para Covid-19 têm grande ocupação. E em uma semana foram registrados três novos óbitos na região. Um deles foi em São Sebastião do Caí na última quinta-feira, dia 23, quando uma mulher de 76 anos, que era hipertensa e tinha sido diagnosticada com Covid-19, faleceu no Hospital Sagrada Família. Já no final de semana foram mais duas mortes na região. Na sexta-feira, dia 24, São José do Sul registrou um segundo óbito, de uma idosa de 85 anos que sofria de problemas cardíacos e mal de Parkinson. E no domingo, dia 26, aconteceu a primeira morte por coronavírus de São Vendelino, de uma idosa de 80 anos que estava internada em Bom Princípio.

O crescimento dos óbitos e o aumento no número de internações deixam a região em alerta para redobrar os cuidados com a prevenção, usando máscara, que é obrigatório, além de distanciamento, higiene, limpeza e procurando ficar em casa, só saindo quando necessário.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here