Crédito: Governo do Estado

Depois de uma semana predominantemente laranja, o mapa do Rio Grande do Sul voltou a avermelhar nesta 18ª rodada do modelo Distanciamento Controlado. O mapa preliminar, divulgado nesta sexta-feira, dia 4, traz 12 regiões em bandeira vermelha (risco epidemiológico alto para Covid-19). As outras nove estão em bandeira laranja (risco epidemiológico médio).

A região 08, de Canoas, onde estão a maioria dos municípios do Vale do Caí, voltou a figurar na bandeira vermelha, depois de estar em laranja nesta última semana. O mesmo aconteceu com a região que tem como referência Novo Hamburgo. Já a região da Serra, que tem como referência Caxias do Sul e estão também seis cidades do Vale do Caí (Bom Princípio, Feliz, Vale Real, São Vendelino, Alto Feliz e Linha Nova), permanece na bandeira laranja, que permite flexibilizar o comércio e serviços. Outros seis municípios, que não tiveram internações ou óbitos nos últimos 14 dias, também podem continuar na bandeira laranja, entre eles Barão, Brochier, Harmonia, Maratá, São José do Sul e São José do Hortêncio. Oito cidades da região estão em bandeira vermelha, mas podem adotar protocolos de laranja em razão da cogestão, entre eles Caí, Montenegro, Pareci Novo, Salvador do Sul, São Pedro da Serra, Portão, Tupandi e Capela de Santana.

Piora no cenário

Conforme o Governo do Estado, ocorreu uma piora do cenário dos indicadores em comparação com o resultado do mapa definitivo divulgado na segunda-feira passada, quando apenas quatro regiões haviam sido classificadas em vermelho (Santo Ângelo, Cruz Alta, Ijuí e Santa Rosa). Na ocasião, foram aceitos pedidos de reconsideração de regiões como Canoas e Novo Hamburgo, que voltaram para a bandeira laranja após dez semanas na vermelha.

Apesar da estabilização em vários indicadores gerais, o mapa preliminar teve ampliação do número de regiões com classificação de alto risco por conta do aumento de registros de novas internações confirmadas por Covid-19, resultando na redução do número de leitos livres de UTI nesta última semana.

Mesmo em bandeira vermelha, os municípios podem adotar protocolos de laranja graças a cogestão. Mesmo assim não deixam de estar na bandeira vermelha, o que impede inclusive a retomada das aulas presenciais. Os pedidos de reconsideração podem ser enviados via associação regional ou pelo próprio município, no prazo máximo de 36 horas após a divulgação do mapa preliminar – ou seja, até as 6h de domingo, dia 6.

A adoção de protocolos alternativos não altera as cores do mapa definitivo, que será divulgado após análise dos recursos pelo Gabinete de Crise, na tarde de segunda-feira, dia 7. A vigência das bandeiras da 18ª rodada começa na terça-feira, dia 8, e se encerra no dia 14.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here