Primeiro dia de vigência do novo decreto municipal foi de aumento no movimento do centro de Montenegro - Crédito: Daniel Fuchs Klein/FN

Publicado na manhã desta quinta-feira, dia 16, o decreto estadual, conforme anunciado pelo governador Eduardo Leite ontem, prorroga até 30 de abril as medidas de restrição para atendimento ao público pelos estabelecimentos comerciais nas regiões metropolitanas de Porto Alegre e da Serra Gaúcha. Já os demais municípios podem autorizar a abertura do comércio e serviços, com restrições, cumprindo os requisitos mínimos de proibição de aglomerações, fixando número máximo de clientes e adotando medidas de distanciamento, higiene e limpeza. Seguem as recomendações de procurar ficar em casa, principalmente para idosos e pessoas dos grupos de risco, além de recomendar o uso de máscara.

A flexibilização autoriza a reabertura do comércio na maioria das cidades do Vale do Caí, o que já vinha ocorrendo gradativamente desde o último dia 9 de abril. Entretanto, cidades como Montenegro, São Sebastião do Caí, Capela de Santana e Portão, que integram a Região Metropolitana de Porto Alegre, pelo decreto estadual, ainda teriam restrições. Entretanto, as Prefeituras dos dois municípios informam que seguem valendo seus decretos municipais. Mas a situação ainda está sob análise.

Centro do Caí estava com movimento normal na tarde de hoje
– Crédito: Fábio Fuchs Klein/FN

Conforme a Prefeitura do Caí, em anúncio realizado no início da noite de ontem, o prefeito Clóvis Duarte iria aguardar a publicação do novo decreto estadual. Mas adiantou que, por enquanto, o comércio caiense poderia seguir aberto, respeitando as condições impostas pelas autoridades de saúde. O gabinete de crise da Prefeitura esteve reunido hoje pela manhã e um novo decreto pode ser anunciado.

Em Montenegro o prefeito Kadu Müller emitiu um novo decreto (8.040) no início da tarde de ontem, poucas horas antes do anúncio do governador. Mesmo com o decreto estadual, a Prefeitura de Montenegro garante que seguem valendo as determinações municipais, de flexibilização do comércio e serviços, com limite de ocupação de 30% da capacidade dos estabelecimentos.

Tanto no centro do Caí, como de Montenegro, o movimento aumentou consideravelmente no centro de ambas as cidades. Lojas e restaurantes, que estavam impedidos de abrir as portas ao público, voltaram a funcionar. Mas ainda existe o temor dos comerciantes sobre a continuação ou não da abertura.

Os municípios da região da Serra fizeram uma mobilização, pressionando o Estado pela flexibilização. E no início da tarde de hoje o governador anunciou que permitirá que os 14 municípios da região metropolitana da Serra abram o comércio a partir de decretos publicados pelos prefeitos. Por outro lado, Eduardo Leite disse que a mesma medidas não iria ser aplicada na Região Metropolitana de Porto Alegre, ou seja, não vale para Montenegro, Caí e Capela.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here