Kadu confirmou que Montenegro enviou pedido de reconsideração - Reprodução/FN

Municípios do Vale do Caí, que estão em bandeira vermelha, com restrições ao comércio e serviços, ingressaram com recursos através de Prefeituras ou associações, para tentar retornar para a bandeira laranja.

A Associação dos Municípios do Vale do Rio Caí (Amvarc) novamente não entrou com recurso, mas teria sido encaminhado pedido de reconsideração através da Região 8, que tem como referência Canoas e da qual fazem parte a maioria das cidades do Vale do Caí. Já os municípios vinculados a região da Serra, que tem como referência Caxias do Sul, entraram novamente com recurso através da Associação dos Municípios da Encosta Superior Nordeste, visando permanecer na bandeira laranja. Nos dois últimos recursos a Amesne obteve êxito e mesmo com o anúncio de bandeira vermelha, conseguiu reverter para laranja.

Em manifestação pelo facebook, após reunião no sábado, o prefeito de Montenegro, Kadu Müller, confirmou que foi encaminhado pedido ao Governo do Estado para que o município retorne para a bandeira laranja. Montenegro, assim como São Sebastião do Caí, está a três semanas na bandeira vermelha, só sendo permitido o funcionamento de atividades essenciais. “É um ato para que possamos retomar as atividades do comércio, indústria e serviços, de forma gradual, mesmo dentro da bandeira laranja. É um momento difícil, de bastante apreensão, mas temos que buscar esta reavaliação junto ao Governo do Estado”, declarou. Kadu lembrou ainda que as dificuldades aumentaram com a enchente, com mais famílias passando necessidades.

O prazo para envio de recursos termina às 8h da manhã deste domingo, dia 12. Pelo mapa preliminar, divulgado na última sexta-feira, oito municípios do Vale do Caí devem estar na bandeira vermelha, de risco alto, a partir da próxima terça-feira, caso não tenha a reconsideração. Além de Montenegro, São Sebastião do Caí, Portão, Harmonia, Capela de Santana e São José do Hortêncio, que já tinham as restrições no comércio e serviços, agora aparecem também Feliz e São José do Sul. As demais cidades, que não tiveram internações ou óbitos por coronavírus nos últimos 14 dias, podem continuar na bandeira laranja, de risco médio, entre elas Alto Feliz, Barão, Bom Princípio, Brochier, Linha Nova, Maratá, Pareci Novo, Salvador do Sul, São Pedro da Serra, São Vendelino, Tupandi e Vale Real.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here