Avanço do coronavírus deixa 18 das 20 regiões do Estado em bandeira vermelha - Crédito: Governo do Estado

No final da tarde desta sexta-feira, dia 17, foi divulgado o mapa preliminar das bandeiras do sistema de distanciamento controlado do Governo do Estado.

Toda a área dos vinte municípios do Vale do Caí está em bandeira vermelha, nas regiões que têm como referência Canoas, Caxias do Sul e Novo Hamburgo. Mas doze municípios, que não tiveram mortes ou internações por coronavírus, vão poder permanecer em bandeira laranja. É o caso de: Brochier, Maratá, Pareci Novo, Salvador do Sul, São Pedro da Serra, Tupandi, Alto Feliz, Linha Nova, São Vendelino, Vale Real e São José do Hortêncio.

Outras nve cidades, que tiveram óbitos ou hospitalizações por Covid-19 nas duas últimas semanas, podem ficar em bandeira vermelha, de risco alto e restrições no comércio e serviços, a partir da próxima terça-feira, dia 21. Montenegro, São Sebastião do Caí, Portão, Harmonia, Capela de Santana, Feliz e São José do Sul já estavam na bandeira vermelha. E agora foram incluídos mais Barão e Bom Princípio.

Após o anúncio de hoje, os municípios tem até o início da manhã de domingo para encaminharem seus recursos, que serão analisados pelo Gabinete de Crise do Governo do Estado. Os resultados da análise dos pedidos de reconsideração são divulgados na tarde de segunda-feira, com o mapa definitivo passando a vigorar no dia seguinte.

Como houve um agravamento da pandemia, com mais internações e mortes, 90% do Estado está hoje na bandeira vermelha. Das vinte regiões, apenas duas, de Bagé e Pelotas, estão na laranja. E algumas regiões, pela escala de média ponderada dos onze indicadores de risco, ficaram bem próximas de entrarem na bandeira preta. O índice para preta é a partir de 2,5. A região de Canoas, que é referência para a maioria das cidades do Vale do Caí, como Montenegro e São Sebastião do Caí, atingiu 2,25, mesmo índice de Novo Hamburgo, enquanto Capão da Canoa 2,33, Porto Alegre 2,36 e Taquara 2,4. Portanto, é preciso redobrar as medidas de prevenção para evitar mais restrições e até um lockdown, com fechamento total do comércio e serviços.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here