Municípios ainda têm que assinar convênio com a universidade através do CIS-Caí - Foto: Divulgação/Feevale

O Consórcio Intermunicipal de Saúde do Vale do Caí (Cis-Caí), integrado pelos municípios da região, está fechando um termo de cooperação com a Universidade Feevale, de Novo Hamburgo. O objetivo da parceria é possibilitar que a Feevale faça testes para Covid 19, o coronavírus, de pessoas de todo o Vale do Caí.

Pelo acordo, que deve ser assinado entre a universidade hamburguense e o Cis-Caí na próxima semana e tem validade de três meses, podendo ser renovado por igual período, os municípios fornecem os kits adequados e os laboratórios da Feevale fazem os testes para checar casos suspeitos de coronavirus. O trabalho será dentro dos critérios impostos pelo Ministério da Saúde e seguidos também pelo Laboratório Central do Estado (Lacen).
A principal vantagem seria a agilidade de resultados. Enquanto a grande demanda faz o Lacen levar mais de 72 horas para emitir os laudos, a Feevale teria condições de fazer as análises em menos de 48 horas.

Os testes devem ser feitos pelo Laboratório de Microbiologia Biologia Molecular, mas o convênio ainda precisa ser assinado. Dos 27 municípios do CIS-Caí, oito já manifestaram interesse em contratar os serviços. Também precisam ser comprados os insumos, pois os produtos estão em falta no mercado. Os materiais devem ser adquiridos os mesmos fornecedores da Feevale na próxima semana.

O laboratório da Feevale já atende as 12 cidades da Associação dos Municípios do Vale do Sinos (Amvars).

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here