Crédito: Governo do Estado

Os municípios vivem uma nova expectativa quanto ao anúncio do Governo do Estado sobre as bandeiras do Sistema de Distanciamento Controlado.

Pelo novo cronograma, a coleta de dados ocorre nas quintas-feiras. Já o cálculo e divulgação das bandeiras acontecem na sexta-feira. Portanto, hoje ocorre a divulgação, provavelmente a partir das 18h. E aí os prefeitos, caso tenham contestação, tem até às 8h de manhã de domingo para apresentar recurso que será analisado pelo Gabinete de crise. E na segunda-feira é divulgado o mapa definitivo que passa a vigorar no dia seguinte. “Os prefeitos irão tomar conhecimento da situação da sua região na sexta-feira e poderão, regionalmente, recorrer do cálculo, apresentando sua contestação e apontando erros, omissões e revisões na planilha de monitoramento. Com isso, criamos uma instância recursiva. E as ponderações serão analisadas antes de serem oficializadas”, explicou o governador Eduardo Leite.

Montenegro, Pareci Novo e São Sebastião do Caí, que estão em bandeira vermelha, de risco, alto, com restrições severas ao comércio e serviços, só podendo funcionar atividades essenciais, tem como referência a região de Canoas. Caso o Estado entenda que não tenha ocorrido uma melhora e a região permaneça na mesma situação, só poderá voltar à bandeira laranja após duas semanas, após 12 de julho. Mas se houver avanços, com queda nas internações e óbitos por coronavírus, em uma semana os municípios podem adotar medidas menos restritivas.

Mesmo em bandeira vermelha, alguns municípios, que não tiveram óbitos nem internações por coronavírus nas últimas duas semanas, puderam permanecer com a bandeira laranja. E outros, que estavam em bandeira vermelha, como os vinculados à região de Caxias do Sul, puderam voltar para a laranja.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here