Defesa Civil projeta enchente já amanhã no Caí - Crédito: Prefeitura do Caí

O grande volume de chuva que cai desde ontem, segunda-feira, causa preocupação. Depois da estiagem que causou grandes prejuízos para a agricultura, a região agora pode sofrer com a enchente.

Na ponte da Bela Vista, em Bom Princípio, o rio já subiu bastante
– Crédito: Comunidade do Vale FM

Conforme o comandante dos Bombeiros Voluntários de Bom Princípio e coordenador da Defesa Civil, Paulo Portinho, por volta de 14h30 o rio Caí estava com 9m50cm e subindo uma média de 35 centímetros por hora. E o arroio Forromeco estava com 6 metros e subindo em média 20 centímetros por hora. Portinho ressaltou que a situação já é de estado de alerta. Como segue chovendo em todas as cabeceiras, a previsão é de que nas próximas horas poderão ter problemas como inundações e interrupções de trechos.

Em São Vendelino a situação também já é preocupante, devido ao grande volume de água do arroio Forromeco.

Régua da CPRM em Nova Palmira (Caxias do Sul) mostra como o rio Caí subiu rapidamente na Serra
– Reprodução/FN

Pela régua do Serviço Geológico do Brasil – CPRM, em Nova Palmira (Caxias do Sul), o rio Caí tinha subido 4m60cm e às 15h já atingia a cota de inundação. Já na régua em São Sebastião do Caí às 15h o rio estava em 8m33cm, tendo subido 6m60. O coordenador da Defesa Civil do Caí, Pedrinho Griebler, diz que o órgão está em alerta, trabalhando com a possibilidade do rio chegar a 11 metros ainda nesta terça-feira, saindo de seu leito normal e invadindo as ruas ribeirinhas do bairro Navegantes. Com isso, passa a ser real a possibilidade de que remoções tenham de ser feitas principalmente amanhã, quarta-feira, já que o rio sobe uma média de 60 centímetros por hora. Pedrinho diz que choveu 88 milímetros desde a noite de ontem, segunda-feira. Ele também esteve na cidade de Feliz avaliando o comportamento do rio e notou que estava subindo rápido e com correnteza forte.

Em Montenegro a situação ainda é tranqüila, pois a água demora um pouco mais para chegar, mas amanhã já pode ter alguma inundação. Pela régua da CPRM o rio subiu mais de 2 metros e às 15h30 estava em 3m21cm, já atingindo a cota de atenção.

O grande volume de chuva sobre o Estado é resultado do chamado “ciclone bomba”. Conforme a Defesa Civil do Estado, além da chuva tem a possibilidade de ventos fortes, entre 70 e 100 quilômetros por hora. A previsão do tempo, conforme o Climatempo, é de 65 milímetros de chuva para hoje. Já para amanhã, quarta-feira, deve chover menos, em torno de 7 milímetros. E a partir de quinta-feira não deve ter mais chuva, mas a temperatura deve baixar bastante, com a mínima em torno de 7 graus na quinta e apenas 3 graus na sexta-feira, com geada e a máxima não passando dos 13 graus.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here