Diocese abrange 32 municípios dos Vales do Caí e Taquari Diocese/Reprodução

A Diocese do Vale do Caí, com sede em Montenegro, completou 10 anos na última quinta-feira, 6 de setembro. Mais jovem do Estado, foi chamada de Diocese da Alegria pelo seu primeiro bispo, Dom Paulo De Conto.

No ano passado Dom Paulo chegou aos 75 anos e se tornou bispo emérito, passando a ser titular o bispo Dom Carlos Romulo Gonçalves e Silva. A Diocese abrange 30 paróquias, de 32 municípios dos Vales do Caí e Taquari. O clero é integrado por 51 padres, responsáveis por 368 comunidades, numa população total de cerca de 380 mil pessoas.

A missa de ação de graças pela passagem dos 10º aniversário foi celebrada neste domingo, às 18h, na Catedral São João Batista, em Montenegro.

A história da criação da Diocese

No dia 8 de março de 2001, Dom Dadeus Grings, então Arcebispo Metropolitano, dividiu a Arquidiocese de Porto Alegre em cinco Vicariatos territoriais (Porto Alegre, Canoas, Gravataí, Guaíba e Montenegro) e um temático (Vicariato da Cultura). Neste mesmo dia, Dom José Clemente Weber foi anunciado como novo Vigário Episcopal do Vicariato de Montenegro, abrangendo 29 paróquias e 32 municípios (posteriormente, em 09 de novembro de 2006, foi criada a Paróquia Santo Antônio, na comunidade de Vendinha, em Montenegro).

 

Em julho de 2004, Dom Clemente foi designado para ser Bispo da Diocese de Santo Ângelo. Foi nomeado então o Pe. José Inácio Steffen como novo Vigário Episcopal e Pároco da Paróquia São João Batista de Montenegro.

 

Os Bispos do Regional Sul III da CNBB, analisando a conjuntura eclesiástica do Rio Grande do Sul, concluíram que o Vicariato de Montenegro reuniria todas as condições para ser Diocese. Em agosto de 2003, o Conselho de Presbíteros e o Conselho de Pastoral começaram a planejar este sonho. Comissões foram criadas e o projeto foi elaborado. Em abril de 2006, Dom Dadeus Grings o entregou ao Núncio Apostólico, na Assembleia dos Bispos, em Itaici. Em novembro de 2007, o Papa Bento XVI autorizou a criação da Diocese.

 

Ao longo de 2005 e 2006, os Conselhos de Pastoral e de Presbíteros, juntamente com as Assembleias do Clero e de Pastoral, elaboraram o primeiro Plano de Pastoral para o período 2006-2008, definindo nove projetos permanentes: Apostolado da Oração, Capelinhas, Catequese, Liturgia, Ministérios, Missão Sempre (Santas Missões Populares), Pastoral da Juventude (Setor Juventude), Pastoral Social e Pastoral Vocacional. Também foram destacadas duas prioridades: Pastoral Familiar e Formação Permanente.

 

No dia 2 de julho de 2008, o Papa Bento XVI anunciou, oficialmente, a criação da Diocese de Montenegro e nomeou Dom Paulo Antonio De Conto como seu bispo.

No dia 6 de setembro de 2008, às 15 horas, a Diocese foi oficialmente instalada, e foi empossado o primeiro bispo, em emocionante cerimônia na Igreja Matriz São João Batista de Montenegro, que a partir da data passou a ser a Catedral da nova Diocese.

 

No dia 5 de janeiro de 2009, iniciaram oficialmente as atividades no novo prédio da Cúria Diocesana, compreendendo também o Centro de Pastoral e a Residência Episcopal, construído com a colaboração das 30 paróquias, 196 empresas e, aproximadamente, 15 mil pessoas físicas.

 

No ato de instalação da Diocese, Dom Paulo De Conto, certamente inspirado pelo Espírito Santo, anunciou a reabertura do Seminário São João Maria Vianney, de Bom Princípio, provocando aplausos efusivos. Após um período de reforma, a casa de formação foi reaberta no início de 2009.

 

Mensagem do Bispo Dom Carlos

Neste dia em que celebramos 10 anos de caminhada como Diocese de Montenegro, a “Diocese da Alegria”, escutamos no Evangelho da Liturgia de hoje esta palavra do Senhor. É um chamado de Nosso Senhor a continuar nossa caminhada.

Celebrar significa fazer memória: memória da páscoa do Senhor, do seu mistério de amor por nós; memória de nossa caminhada como cristãos e como Igreja no caminho do Senhor; memória daqueles e daquelas que lançaram as sementes na terra boa do coração do nosso povo, que lançaram as redes através da evangelização e, por isso, temos comunidades e paróquias vivas; fazer memória significa trazer presente todos e todas que acreditam numa Igreja diocesana e que, com muito amor, congregaram nosso povo, se empenharam de muitas formas para construir um projeto de Diocese; fazer memória significa crer que o Senhor conduz a nossa história.

Neste dia, agradecemos aos pioneiros que preparam os caminhos da nossa Diocese. Agradecemos os que fazem esta caminhada de 10 anos: bispo, padres, diáconos, religiosos e religiosas, leigos e leigas; nossas 30 paróquias e 358 comunidades; nossas pastorais, movimentos e grupos eclesiais; nossos seminários e nossa caminhada vocacional.           Nossa gratidão ao nosso primeiro Bispo Diocesano, Dom Paulo De Conto, que também conduziu esta caminhada inicial de Diocese.

Somos todos discípulos e discípulas de Jesus e d’Ele que escutamos o chamado. Por isso, somos convidamos sempre de novo: “Avança para águas mais profundas e lançai vossas redes para a pesca” (Lc 5,4). As bases estão lançadas. Agora somos chamados à grande missão de colher e semear; de sempre de novo “lançar as redes”. Somos chamados a ser uma Igreja da alegria, porque somos de Jesus Cristo Ressuscitado; porque queremos ser comunidades vivas, alegres e acolhedoras, capazes de acolher e de ser escolas de discípulos e discípulas; uma Igreja toda ministerial em todos encontrem seu espaço de expressão na diversidade dos ministérios, serviços, carismas.

Neste dia, nossa oração, nossa gratidão e nosso compromisso com a nossa Diocese de Montenegro.

Convido a todos e todas a colocar nossa oração e gratidão nas missas, em todas as comunidades neste final de semana, de 08 e 09 de setembro, em todas as nossas paróquias. Convido também a celebramos juntos, na Catedral de São João Batista, em Montenegro, no domingo, dia 09, às 18 horas.

Maria, Mãe da Igreja, rogai por nós!

São João Batista Rogai por nós!

 Dom Carlos Romulo Gonçalves e Silva

 Bispo Diocesano de Montenegro

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here