Montenegro poderá emitir ainda hoje novo decreto municipal liberando o Novas regras, de dias e horários de funcionamento do comércio e serviços, já valem a partir deste sábado - Crédito: Guilherme Baptista/FN

O governador Eduardo Leite apresentou na tarde de hoje, quinta-feira, 30 de abril, o plano de liberação gradual das atividades produtivas, chamado de distanciamento controlado. O plano prevê a definição de bandeiras de quatro cores: amarelo, laranja, vermelho e preto. A verde foi excluída porque nenhum município estará totalmente livre da doença. A divulgação das cores ocorrerá aos sábados, valendo para a semana seguinte, mas a coleta de dados será feita diariamente, para que possa ser alterada em caso de mudança brusca do quadro. As cores serão atribuídas a 20 regiões e setores da economia, para efeito de definição do comércio, serviços, empresas e outros setores, conforme o avanço do coronavírus e capacidade de atendimento dos pacientes.

Até terça-feira, dia 5, terá um período transitório, antes da implantação do sistema de bandeiras, com os prefeitos tendo autonomia para definir as restrições de acordo com a realidade de cada município. Montenegro, por exemplo, poderá emitir novo decreto municipal, flexibilizando novamente o comércio, que nesta semana teve que fechar lojas e serviços não essenciais para se adequar ao decreto estadual, já que pertence a Região Metropolitana. O prefeito Kadu Muller diz que está em reunião agora no final da tarde para definir as ações. Ele participou de reunião com representantes do comércio hoje pela manhã, quando assumiu um compromisso de buscar a flexibilização, mas seguindo com a prevenção, inclusive na obrigatoriedade do uso de máscaras. Para os demais municípios da região não devem ter grandes alterações, pois a flexibilização já tinha ocorrido.

Pelos critérios, a região do Vale do Caí, a princípio, deve se enquadrar na bandeira laranja (risco médio), já que tem poucos casos confirmados, nenhum óbito e a maioria dos pacientes já recuperados. Isso permitirá a flexibilização do comércio, inclusive com o funcionamento de lojas e serviços não essenciais, principalmente com a proximidade do dia das mães, uma das datas mais importantes para as vendas. Conforme o governador, as aulas na rede pública somente devem ser retomadas em junho. Celebrações, como missas e cultos, ainda devem ter definições num novo decreto. Eventos, jogos e atividades que gerem aglomerações vão continuar suspensos.

Vão continuar as medidas de prevenção, como uso de máscaras, distanciamento, limitação de ocupação dos estabelecimentos, higiene e limpeza, além de horários especiais para idosos e grupos de risco.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here