Reprodução/FN

Foi fraca a participação do Vale do Caí na Consulta Popular deste ano. Aliás, a participação foi abaixo da expectativa em todo o Estado. A pandemia do coronavírus, que acabou adiando a votação e fez com que ela fosse realizada de maneira totalmente virtual, além do desinteresse dos eleitores, lembrando que o voto não é obrigatório, teriam sido as principais causas para a baixa participação. Votaram 3.330 eleitores, de um total de 139.041 cadastrados, somando as 19 cidades integrantes do Conselho Regional de Desenvolvimento (Corede) do Vale do Caí. Mesmo assim, a região atingiu o mínimo de 2% de votos necessários para garantir os recursos.

A proposta de criação de redes de cooperação para preservação de água, através da implantação de açudes e compra de cisternas para irrigação das propriedades produtivas nos municípios do Vale do Caí, foi a mais votada na Consulta Popular do Vale do Caí, que aconteceu entre 26 de outubro e 3 de novembro, recebendo 1.448 votos. A demanda deve ser executada em 2021, com investimento de R$ 342.857,15 do Governo do Estado. A segunda proposta mais votada, que também deve receber a aplicação de R$ 342.857,15, mas em 2022, dependendo das condições financeiras do Estado, é do aumento da capacidade das rodovias regionais, com elaboração do anteprojeto de construção da ponte ligando o Vale do Caí a Serra, na divisa entre São Sebastião do Caí, Harmonia e Pareci Novo, que recebeu 1.323 votos. E a proposta de implantação de uma usina asfáltica regional que atenda aos municípios do Vale do Caí para manutenção das estradas vicinais ficou na terceira colocação, com 558 votos. O resultado oficial da apuração foi divulgado ontem, quinta-feira, com prazo de recurso até esta sexta-feira, dia 6. A homologação dos resultados deve ocorrer na segunda-feira, dia 9.

Alguns municípios da região não atingiram o mínimo necessário de 2% do eleitorado e por isso ficaram desclassificados, ou seja, não serão beneficiados pelos recursos do Governo do Estado. Ficaram classificados e vão receber recursos do projeto mais votado, de implantação de açudes e cisternas, os cinco municípios que, proporcionalmente a população, obteve maior votação neste projeto, entre eles: Maratá (311 votos), Salvador do Sul (215), São Vendelino (70), São José do Hortêncio (65) e São Pedro da Serra (44 votos).

Os municípios de Alto Feliz (0,81%), Barão (0,91%), Capela de Santana (0,62%), Feliz (0,74%), Montenegro (1,42%) e São Sebastião do Caí (1,64%), não atingiram o mínimo de 2% na votação geral e foram considerados desclassificados. Os demais se classificaram. Maratá, com votos de 14,12% do eleitorado, foi o com maior participação, seguido de Harmonia com 9,63%, São José do Hortêncio (5,38%), Brochier (5,01%) e São Vendelino (4,95%). Os demais: São José do Sul 4,87%, Salvador do Sul 4,78%, Pareci Novo 3,27%, Vale Real 3,09%, São Pedro da Serra 2,82%, Linha Nova 2,55%, Tupandi 2,47%, e Bom Princípio 2,14%.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here