Estão beneficiados os atingidos pelas cheias do rio Caí no último mês de julho - Crédito: Fato Novo

Após a enchente desta última semana, o rio Caí estava baixando e várias famílias de desabrigados começaram a voltar para casa. Entretanto, a chuva deste final de semana volta a causar preocupação e pode atrasar o retorno de alguns moradores das zonas ribeirinhas, já que agora tem o risco de nova enchente, que seria a terceira em três semanas.

Na Serra, em Caxias do Sul, conforme a CPRM, o acumulado de chuva é de 42,4 milímetros nas últimas 24 horas. E a previsão do tempo para Caxias, conforme o Climatempo, aponta que pode chover 60 milímetros neste domingo. Em Nova Palmira, onde tem a régua da CPRM, o rio chegou a subir mais de 6 metros até a última quarta-feira e depois voltou ao seu leito normal. Até a noite de ontem, sábado, estava em 1m70cm, mas subiu durante a madrugada de domingo e na manhã de hoje às 10h45 apontava 4m29. Subiu 44 centímetros na última hora e já se aproxima novamente da cota de inundação.

Em São Sebastião do Caí, onde ocorreram duas enchentes em duas semanas, sendo que agora na última o rio passou dos 14 metros, pela régua da CPRM já tinha baixado para 7m80 até 3 horas da madrugada deste domingo. Já não está mais em cota de inundação e se aproximava para deixar a cota de alerta. Mas devido a chuva parou de baixar e começou a subir novamente. Subiu um pouco e às 10h da manhã deste domingo a régua marcava 8m16. Subiu 14 centímetros na última hora. O acumulado de chuva, no Caí, nas últimas 24 horas, é de 25,4 milímetros. Pelo Climatempo, existe a previsão de 25 milímetros de chuva para este domingo no Caí. Mas depois não tem previsão de chuva até quarta-feira, podendo a instabilidade retornar na quinta-feira.

Pela régua da Defesa Civil, o rio marcava 8m25 metros às 5 horas da manhã de hoje e 8m61 metros às 10 horas. As águas ainda estão no seu leito normal, mas a cota é de alerta e a expectativa agora é a descida do volume que choveu na região serrana, que pode provocar a terceira enchente em três semanas em São Sebastião do Caí, e uma das maiores da média histórica. “Estamos monitorando de hora em hora o comportamento do rio e também avaliando as águas nos municípios de Feliz e Bom Princípio, que nos servem de referência. A tendência é que essa água chegue aqui até a noite, mas estamos de prontidão não só para manter as 39 famílias hoje abrigadas no ginásio de esportes e no salão da Igreja Católica do bairro Rio Branco, mas também para possíveis novas remoções”, afirma o coordenador da Defesa Civil Municipal, Pedro Griebler. Ele destaca que o principal temor é de que tenha realmente chovido na Serra os 100 milímetros estimados pelos serviços de metereologia. “Se isso se confirmar e toda essa água descer, teremos uma grande enchente novamente, talvez uma das maiores”, teme.

Em Bom Princípio o rio também está subindo muito rápido. Conforme o coordenador da Defesa Civil, Paulo Portinho, já chegou ao nível de 8 metros às 11h30.

Montenegro em alerta

Em Montenegro, onde o rio Caí chegou a 8m18cm na quinta-feira, também com uma grande enchente, o nível continua baixando e às 10h30 da manhã deste domingo marcava 5m74cm na régua da CPRM. O acumulado de chuva é de 13,6 milímetros nas últimas 24 horas. Mas a previsão do Climatempo também aponta chuva para este domingo, de 25 milímetros.

Por tudo isso, a Defesa Civil da região segue em alerta, monitorando o rio Caí, arroios e o volume de chuva previsto. “Toda a bacia do rio Caí voltou a subir devido as chuvas das últimas horas. Como todo o sistema esta sobrecarregado desde a Serra até o Guaíba, teremos uma nova enchente. Vamos avaliar as próximas horas para ver a proporção”, destaca o coordenador da Defesa Civil de Montenegro, tenente Elton Silva.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here