Trechos onde foi feito o recapeamento estão com buracos e desníveis - Crédito: Volnei Schommer/Comunidade do Vale FM

Os motoristas estão reclamando das condições do asfalto da RS 122, rodovia de responsabilidade da EGR e que recebe recursos do pedágio de Portão para a sua manutenção.

Segundo a assessoria de imprensa da Empresa Gaúcha de Rodovias – EGR, no trecho da RS 122, entre São Sebastião do Caí, Bom Princípio e São Vendelino, há indicações de que problemas estruturais da rodovia provocaram defeitos na pavimentação. A EGR informou que solicitou uma auditoria no local para verificar as causas precisas da degradação acelerada do corpo estradal. Assim que a EGR tiver o relatório da auditoria, com a recomendação dos procedimentos a serem adotados, dará início aos serviços de restauração do segmento. Essa foi a resposta da EGR sobre os problemas na pista da RS 122, com muitos buracos e ondulações, deixando a pavimentação em mau estado e degradação do asfalto logo após ter sido feito o recapeamento.

3 COMENTÁRIOS

  1. Sou morador de Feliz e estava na estrada com meu pai retornando de Montenegro no dia em que aquele trecho (km 20 a 21) foi recapado.
    Durante o processo caía uma chuva torrencial, o que deve ter prejudicado a aderência daquele asfalto novo ao asfalto antigo da pista.
    Mesmo com chuva o recapeamento continuou sendo feito, o que vai contra a lógica, já que a água dicaria entre camadas, causando os danos futuros.
    Entrei em contato com a EGR e informei o ocorrido e a causa, mas nada foi feito.

  2. Me acidentei de moto a noite exatamente nesse trecho da foto no dia 02/03/2019 (20 dias antes da publicação desta postagem) entre os Km 20 e 21. Hj um ano depois ainda faço tratamento para me recuperar do trauma.

Deixe uma resposta para Pedro Spier Thalheimer Cancelar resposta

Deixe um comentário
Please enter your name here