Municípios que tiveram óbitos ou internações por coronavírus nos últimos 14 dias, caso não ocorra reconsideração do Estado, ficam na bandeira vermelha a partir de terça-feira - Crédito: Governo do Estado

O Governo do Estado recebeu 37 pedidos de reconsideração de Prefeituras e Associações de municípios quanto ao mapa preliminar das bandeiras das vinte regiões do sistema de distanciamento controlado, divulgado na última sexta-feira, dia 3. Foi quase a metade do número de recursos da semana anterior, quando ocorreram 67. O prazo para recorrer terminou às 8h da manhã de ontem, domingo. O gabinete de crise agora analisa os pedidos e divulga o resultado das bandeiras definitivas na tarde desta segunda-feira, com o novo mapa passando a vigorar no dia seguinte.

Conforme informações do presidente da Amvarc, o prefeito de Harmonia, Carlos Alberto Fink (Lico), desta vez não houve recurso por parte da Associação dos Municípios do Vale do Rio Caí. Oito municípios, integrantes da Amvarc, pelo novo mapa estarão na bandeira vermelha, de risco alto. São Sebastião do Caí, Montenegro, Portão e Pareci Novo já estavam e com isso permanecem mais duas semanas com as mesmas restrições. Feliz, Harmonia, Capela de Santana e São José do Hortêncio estão entre os novos que, caso não obtenham reconsideração, ingressam na bandeira vermelha a partir de terça-feira, só podendo funcionar atividades essenciais. As outras doze cidades do Vale do Caí, que não tiveram óbitos ou internações por coronavírus nos últimos 14 dias, podem continuar com bandeira laranja, de risco médio, que permite a flexibilização do comércio e serviços.

Existia o temor de que, pelo aumento no número de internações, falta de leitos de UTI e até baixo estoque de sedativos, principalmente os municípios que tem Canoas como referência, que é a maioria do Vale do Caí, poderiam entrar na bandeira preta. Mas isso não ocorreu.

Harmonia não chegou a recorrer da bandeira vermelha porque o município teve dois óbitos por coronavírus na última semana. Já o prefeito Albano Kunrath, da Feliz, diz que houve uma internação no final de semana anterior, mas cita que foi encaminhado recurso através do Observatório Regional da Serra e pela Associação dos Municípios da Encosta Superior (Amesne), do qual a Feliz faz parte, assim como Bom Princípio e mais quatro cidades do Vale do Caí, por terem Caxias do Sul como referência na saúde. Na última semana, após recursos da Amesne, os municípios da região da Serra conseguiram manter-se na bandeira laranja. É a esperança que resta para a Feliz.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here