Novo trecho, de 18,7 quilômetros, deve ser construído entre Sapucaia e Portão - Crédito: Câmara de Portão

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) deverá concluir até março a análise do Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA) sobre a extensão da BR 448 – a Rodovia do Parque. O estudo apontou a possibilidade de implantação do segundo trecho de 18,7 quilômetros da rodovia, entre Sapucaia do Sul e Portão, na RS 240. Será uma obra muito importante na ligação do Vale do Caí, Vale do Sinos e a Serra com a Grande Porto Alegre, encurtando a distância e diminuindo o congestionamento na BR 116. Após analisar e aprovar o relatório do estudo, o DNIT deve iniciar o processo de licitação do projeto, o qual irá definir os custos e valores do novo trecho.

A mobilização pela extensão da BR 448 é cada vez mais intensa. No ano passado uma solicitação foi entregue pessoalmente ao presidente Jair Bolsonaro, com a expectativa de inclusão de recursos no orçamento do Governo Federal. O investimento só no estudo deve ser de aproximadamente 750 mil reais. Já a obra tem custo estimado de aproximadamente 1 bilhão de reais. O Governo Federal estuda a concessão para a iniciativa privada para buscar agilizar a sua execução. Várias manifestações já ocorreram, com grande adesão. Para o presidente da Frente Parlamentar pela Extensão da BR 448, o deputado estadual Issur Koch, o cronograma está sendo cumprido, o que mostra que a mobilização tem surtido efeito. Ele acredita que a obra possa ser realidade nos próximos anos. Para isso está se buscando mais apoios, inclusive com o lançamento de um grande abaixo-assinado, além da distribuição de adesivos de apoio à BR 448.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here