Evento ocorreu na Estação da Cultura de Montenegro com boa participação - Crédito: Guilherme Baptista/FN

Aconteceu ontem quarta-feira, o evento Mais Garantias II – Quebrando o Silêncio, cujo tema foi violência contra a mulher e feminicídio. O evento regional ocorreu em Montenegro, na Estação da Cultura, com boa participação em debates, palestras, painéis e diversas atividades visando reforçar as políticas públicas de enfrentamento à violência doméstica.

Participaram das palestras representantes de órgãos como Delegacia da Mulher (DEAM), Conselho da Mulher, Prefeitura, CUFA, Poder Judiciário, Brigada Militar, Ministério Público e tantos outros.

A titular da Delegacia da Mulher no Vale do Caí, delegada Cleusa Spinato, lembra que a região tem um dos maiores índices de violência contra a mulher no Estado. Durante o evento ocorreu inclusive uma exposição de objetos utilizados em agressões contra mulheres. Ressaltou a importância da rede de enfrentamento, que cada vez tem mais parceiros e falaram de suas atuações durante o evento de ontem.

Entre as novidades estão a Patrulha Maria da Penha da Brigada Militar, que foi lançada na região do quinto BPM durante o evento na Estação da Cultura. “O objetivo será dar um atendimento posterior para mulheres vítimas de violência doméstica, como o cumprimento de medidas protetivas”, destaca a soldado Aline.

A delegada Tatiana Bastos, diretora da Divisão de Proteção a Mulher no Estado (DIPAM) e que começou a sua carreira na Delegacia de Bom Princípio em 2004, foi uma das palestrantes no evento. “É importante estimular o pedido de ajuda e denúncias, porque o silêncio tem sido o grande e maior cúmplice dessa violência”, frisou. Lembrou os avanços com a Lei Maria da Penha, que completou 13 anos com uma legislação adequada que trabalha principalmente com a prevenção e proteção às mulheres em situação de violência. “É importante não só romper o silêncio, mas principalmente o ciclo de violência”, concluiu.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here