Rodeio ocorreu no fim de semana no Parque Centenário de Montenegro - Crédito: 15ª Região Tradicionalista
No último fim de semana ocorreu a 14ª Festa Campeira Regional. Mesmo com o intenso calor, o evento teve uma grande participação no Parque Centenário de Montenegro. Realizado pela 15ª Região Tradicionalista, o rodeio foi classificatório para a Festa Campeira Estadual – Fecars, que ocorrerá entre 14 e 17 de março em Xangri-lá. Por isso participam os melhores laçadores e ginetes da região. Mais de 300 participantes se inscreveram, nas mais diversas categorias.
O coordenador regional, Claudio Rogelio Correia Oliveira, que foi reeleito e tomou posse sábado para mais um mandato, lembra que a 15ª Região Tradicionalista é composta por 23 municípios e a Festa Campeira é aberta também para participantes de outras regiões. Por isso a participação também de laçadores e ginetes de outras regiões. “O rodeio foi muito bom”, comemora Claudio.  Entre as provas, além do tiro de laço, teve gineteada, vaca parada e provas de rédea. Foram arrecadados alimentos para entidades beneficentes de Montenegro.
Ganhadores do laço
Entre os ganhadores, nas diversas categorias de tiro de laço, destaque para: Arthur Moisés no piá, Patrick Silva no guri, Jéssica Muller na prenda, Leandro Vinicius Weyh no patrão, Altair Batista no vaqueano, Marco Antonio Marques de Vargas no veterano, Marcos Leandro Kuhn no capataz, Altair Batista/Marco Antônio no pai e filho, Altair Batista/Marco Antônio/Marquinhos Batista nas três gerações, Priscila Jardim/Felipe Jardim no irmãos. Já na seleção de dez laçadores para a Fecars: Cassiano Nene, Rafael Pugen, Leonardo Cassel, Rafael Castro, Felipe Jardim, Alex Cruz, Cristopher Amaral, Cassiano Silva, Fernando Kerber e Juliano Couto. Na vaca parada o vencedor foi Mateus Costa.

2 COMENTÁRIOS

  1. Pra festa do Estado a fecars!na vaca parada não fecha informação!O menino não era da região,e não irá representar a 15 região!um dos meninos e de portão e o outro de Taquari e as meninas que irai representar são de São Sebastião do caí.

Deixe seu comentário