Desfile não vai ocorrer para evitar aglomeração de pessoas - Arquivo/FN

O número de cavalos que devem participar do tradicional Desfile Farroupilha, no feriado desta sexta-feira, 20 de setembro, em Montenegro, deverá ser bem menor. Algumas entidades inclusive já anunciaram que não vão levar nenhum cavalo. E também devem ocorrer protestos contra as exigências de exames nos cavalos para desfilarem e quanto a não realização mais de shows no Acampamento Farroupilha no Parque Centenário de Montenegro.

O desfile está marcado para começar às 9h30 da manhã na Rua Ramiro Barcelos, do centro. E como sempre é bastante esperado, principalmente porque em razão da chuva neste ano não teve o desfile de 7 de setembro. Estão confirmados CTGs, piquetes, órgãos de segurança e banda da Escola São João Batista. Como desfile temático, o destaque maior deverá ser para os veículos ornamentados e a participação das crianças. Mas com menos cavalos, o desfile deve perder um pouco de seu brilho tradicional.

Um grupo de tradicionalistas pretende ler uma carta manifesto, no palanque oficial, pedindo mais atenção para a Semana Farroupilha no município, especialmente defendendo a volta dos festejos no Parque Centenário, o que não acontece desde 2016, e que o município auxilie na realização dos exames obrigatórios de saúde dos animais. A reclamação é de que o custo para os exames fica entre 230 e quase 300 reais, enquanto em outros municípios onde também terá desfile, como Triunfo, com o apoio do município não chega a 100 reais. Além disso, a maioria não terá nem tempo dentro do prazo para conseguir fazer todos os exames, ficando impedido de desfilar.

Exigência de exame

Após reunião junto à Inspetoria Veterinária Estadual, a Comissão Executiva da Semana Farroupilha 2019 reforça aos Centros de Tradições Gaúchas (CTGs) e aos tradicionalistas que irão desfilar com cavalos no 20 de setembro, que os mesmos devem cumprir as exigências do desfile com os animais.

Segundo a Comissão, a apresentação da documentação e dos exames, conferidos antes do desfile, tem como objetivo garantir a saúde dos animais que estiverem presentes no evento. Os proprietários e cavaleiros precisam apresentar os exames de negativas para diversas doenças equinas na data do desfile, para o veterinário responsável. Entre os documentos exigidos estão: Guia de Transporte Animal (GTA), Exame Negativo para AIE (Anemia Infecciosa Equina), Exame Negativo para MORMO e Vacinação para Influenza Equina.

3 COMENTÁRIOS

  1. Esses energúmenos querem só usar e explorar os pobres animais … tudo é lucro… não se importam com a vida dos animais. !! 👹👹

  2. Lei é lei e deve ser cumprida. Sabiam com antecedência e não providenciaram porque não quiserem. Pensavam que iriam dar mais um “jeitinho”. Não aconteceu. Finalmente. Os cavalos usados nesses passeis, cavalgadas, desfiles, etc. não recebem nem água. Seguidamente, desmaiam e até morrem. Aprendam a respeitar os cavalos, que dizem “amar”, mas não cuidam. Que “amor”, né?

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here