Entidades tradicionalistas têm interesse em assumir parte campeira do Parque Centenário - Arquivo/FN

Os protestos realizados no Desfile Farroupilha do feriado de 20 de setembro ainda estão repercutindo em Montenegro. Na ocasião, alguns tradicionalistas protestaram contra as exigências para a participação de cavalos, principalmente com relação ao custo dos exames, e defenderam a volta da Semana Farroupilha com shows e acampamento no Parque Centenário. Faixas, selas em caminhão, cavalinhos de pau e caminhando sem seus cavalos, os tradicionalistas pediram mais atenção para um dos principais eventos realizados no município.

Claudio Oliveira é coordenador da 15ª Região Tradicionalista
– Arquivo/FN

O coordenador da 15ª Região Tradicionalista, Claudio Rogélio Correia Oliveira, que estava no palanque, falou ontem, terça-feira, na Rádio América, sobre o protesto. Após conversar com várias entidades e participar de reunião depois do protesto, ele esclareceu que a manifestação não partiu das entidades tradicionalistas. “Estávamos trabalhando no evento”, lembra. “Não podemos trabalhar afrontando a lei”, completa, defendendo os exames e inclusive parabenizando a fiscalização feita pela Inspetoria Veterinária do Estado para evitar a transmissão de doenças. Ele ressalta que as exigências são iguais para todos os municípios, incluindo desfiles, rodeios e outros eventos. Em alguns municípios, as Prefeituras auxiliam com veterinário, o que reduz custos. Para Claudio deve se pensar nisso já para a próxima Semana Farroupilha. Mesmo com uma menor participação, Claudio elogia o desfile, principalmente com relação a indumentária dos participantes.

Assumir a campeira do Centenário

Sobre o aproveitamento da área campeira do Parque Centenário de Montenegro e a possibilidade das entidades tradicionalistas assumirem o espaço, Claudio diz que já ocorreu reunião para tratar do assunto, mas como o tema não avançou, pediu um novo encontro com o prefeito Kadu Müller e a Associação Tradicionalista Montenegrina (ATM). “Estamos a mais de um ano tratando sobre isso”, diz, lembrando que no início de 2019 a 15ª realizou a sua Festa Campeira Regional no Centenário. “As entidades têm interesse em assumir. Vamos nos reunir e resolver”, declarou.

Área de rodeios, que está abandonada, pode voltar a ser palco de eventos
– Arquivo/FN

Além de melhorias na área de rodeio, onde inclusive foram construídos novos banheiros, também deve ser recuperado o pavilhão que hoje é sede da 15ª Região Tradicionalista, ATM e Piquete 15 de Novembro, o qual está em condições precárias. O outro pavilhão ao lado, construído também na época da Festa & Festa, em 1988, quando recebeu exposição de gado leiteiro, está desabando e deve ser demolido.

Claudio destaca ainda que a maioria das entidades tradicionalistas defendem a volta da programação da Semana Farroupilha para o Parque Centenário. Até 2016, além do Acampamento Farroupilha, o parque recebia shows, tertúlias, fandango, provas campeiras, praça de alimentação, parque de diversões e várias atrações. “A maioria quer que volte para o Centenário”, afirma o coordenador.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here