Parceria entre Instituto Tênis, de Porto Alegre, e a Casa da Chácara, de Montenegro, está beneficiando os alunos - Daniel Fuchs Klein

Uma parceria entre o Instituto do Tênis, de Porto Alegre, e a Casa da Chácara, está proporcionando aulas do esporte para crianças da Escola Estadual Promorar, do bairro Germano Henke, em Montenegro.

Conforme a coordenadora do Núcleo de Porto Alegre do Instituto Tênis, Rosani Oliveira Franco, hoje 1.720 crianças já participam do projeto na capital e agora também em Montenegro. “O objetivo é atingir o maior número possível de crianças. Começamos com uma escola e hoje já temos dez. Esperamos entrar em mais escolas de Montenegro”, disse Rosani. “A idéia é conversar com as Prefeituras, através de Secretarias municipais de educação e esporte, para abrir o espaço”, completa.

Só na Escola Promorar mais de 150 crianças, de 1ª a 5ª série, de 6 a 12 anos, estão tendo aulas de tênis, um esporte que não é tradicional nos colégios, onde normalmente se pratica futebol e vôlei. A meta é justamente popularizar o esporte e transformar o Brasil numa potência da modalidade nos próximos vinte anos. Quem sabe não surgem grandes talentos como os brasileiros Guga e Maria Esther Bueno, que foram os melhores do mundo em suas épocas. A finalidade é justamente proporcionar a crianças que dificilmente teriam acesso a este esporte a experiência de vivenciar, e se for seu desejo, seguir na prática competitiva.

Aulas ocorrem na escola e também nas quadras da Casa da Chácara
– Daniel Fuchs Klein/FN

A reportagem acompanhou uma aula especial, no último dia 17 de outubro, nas duas quadras de tênis da Casa da Chácara, no bairro Zootecnia, próximo do campus da Unisc. As crianças estavam muito felizes com a oportunidade e só pararam no final da tarde quando começou a chover. Rosani elogia a parceria com a Casa da Chácara, através do proprietário Cícero Karnal de Oliveira, que está disponibilizando a estrutura para os alunos. Cícero lembra que a idéia surgiu quando um menino não tinha outro atleta de sua idade para jogar. Aí se decidiu investir no tênis para as crianças e surgiu a parceria com o Instituto Tênis. Como um professor da Casa da Chácara ministra aulas também na Escola Promorar, se estabeleceu esta relação. “É um trabalho voluntário que está dando muito certo”, comemora Cícero.

Alunos estão se esforçando nas aulas
– Daniel Fuchs Klein/FN

As aulas iniciaram na metade deste ano, na própria Escola Promorar, através do professor Diego dos Santos. No colégio se trabalha com o mini-tênis, num espaço menor. Mas na Casa da Chácara as crianças já têm contato com a quadra oficial. Cícero ressalta a dedicação das crianças e os resultados do trabalho do Instituto Tênis, que iniciou no Estado em abril do ano passado e já tem na capital uma equipe de competição com 40 atletas colhendo bons resultados no circuito gaúcho e nacional. “Ver os olhinhos brilhando destas crianças não tem preço”, emociona-se Cícero com o sucesso do projeto. Além das quadras de tênis iluminadas, onde ocorrem aulas particulares com três professores e jogos, tem um salão de eventos que pode ser reservado para confraternizações e festas.

Um dos atletas presentes no mês passado era Iuri, de 16 anos, aluno do Instituto Tênis e que já participou de 28 torneios, inclusive um internacional. “O tênis representou uma transformação muito grande para mim. Já ganhei vários torneios”, comemora. Já o montenegrino Rodrigo Laux, de 14 anos, vai quatro vezes por semana para Porto Alegre treinar e está começando a participar de torneios. “Quero jogar cada vez melhor”, afirma.

Caio e Rafaela, ambos de 10 anos, estavam entre os 120 alunos felizes por estarem em quadra durante as aulas e vendo um jogo de exibição. O professor Diego destaca o entusiasmo dos alunos. “É gratificante trabalhar com eles. Estavam sem educação física e com o projeto tem acesso ao esporte. Trabalha também a coordenação motora. O aprendizado é excelente e todos têm muita vontade de aprender”, salienta. Gostaram tanto da aula que queriam continuar mesmo com a chuva. Mas aí foram para o salão para receber o lanche e depois retornaram de ônibus para a escola, ansiosos com a próxima aula de tênis.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here