- Imagem ilustrativa/internet

Um caso de zoofilia ocorrido em Barão, possivelmente no último dia 5, segue tendo grande repercussão na região. A Delegacia de Polícia da cidade já tem identificadas 17 pessoas que estariam presentes no local onde ocorreu a prática criminosa, na localidade de Francesa Alta.

Algumas delas, inclusive, já foram ouvidas dentro do inquérito instaurado para apurar as práticas de crueldade contra animais domésticos, exposição de pessoa deficiente e aglomeração. Entre essas, estão o proprietário dos animais e o suposto proprietário do sítio.

Todos os ouvidos estão alegando que tudo não passou de uma simulação, sem a ocorrência de penetração”, relata o escrivão Leonardo Melgarejo. Conforme ele, ainda serão buscadas avaliações que atestem as limitações do indivíduo que aparece nas imagens cometendo zoofilia.

O compartilhamento de pelo menos dois vídeos do fato nas redes sociais, durante a semana passada, causou indignação. ONGs de proteção aos animais denunciaram a situação, o que levou a polícia a recolher, imediatamente, uma cadela da raça Labrador na propriedade rural. Ela foi entregue aos cuidados de um veterinário.

Conforme apuração preliminar, cerca de 30 homens teriam testemunhado a situação. Nos próximos dias, novos depoimentos deverão ser tomados na DP baronense.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here