Paredes foram destruídas com uma marreta Reprodução/FN

Imagens de câmeras de vídeo, analisadas pela Polícia Civil, mostram a vereadora e primeira-dama Maria Lourdes Francisco (PDT), de 57 anos, causando danos numa casa de propriedade do presidente da Câmara de Pareci Novo, vereador Inácio Francisco Mendel (MDB). O fato ocorreu entre 22h da última quarta-feira e 6h da manhã do dia seguinte.

Imagens de câmeras flagraram a primeira-dama tentando incendiar a casa do vereador Francisco
Reprodução/FN

Lourdes foi flagrada, na gravação, com um cano e uma caneca com gasolina, colocando fogo no forro de PVC da residência situada na localidade de Despique. Parte do teto chegou a ficar queimada. Com uma marreta, também quebrou vidros e janelas, caixa de luz e encanamento, além de uma churrasqueira nova. Na Delegacia, em depoimento ontem, terça-feira, conforme o delegado Paulo Ricardo Costa, a acusada confessou a autoria dos danos, alegando bipolaridade. Informou que agiu sozinha e negou envolvimento em outros quatro casos anteriores, também de danos, na mesma propriedade. De acordo com o delegado, ela será indiciada por dano qualificado com o uso de substância inflamável e por prejuízo considerável à vítima.

Danos na casa da sogra

A reportagem tentou contato com a vereadora Lourdes, por telefone, mas ela não atendeu. Também foi enviada mensagem por whatsApp, mas não houve retorno. O prefeito Oregino José Francisco (PDT) informou que a esposa está muito abalada e não tem condições de falar. Diz que ela está em tratamento e deve ficar em licença médica, inclusive não devendo participar da sessão da Câmara de amanhã, quinta-feira.

Buraco foi aberto na parede
Reprodução/FN

Oregino conta que tinha viajado para Brasília na segunda-feira, dia 20. Quando retornou, na quinta-feira, conta que ficou surpreso com os danos na casa de sua mãe, que também é dele. A residência da mãe do prefeito fica próxima de sua casa e também perto da recém adquirida pelo vereador Francisco, todas na margem da Transcitrus. São casas vizinhas, na localidade de Despique. Ele diz que também se surpreendeu ao saber dos estragos na casa de Francisco Mendel.

Churrasqueira também ficou bastante danificada
Reprodução/FN

O próprio prefeito conta que esteve na Delegacia e fez um registro dos danos na casa de sua mãe. Relatou que houve danos na parede de uma garagem. Mostrando fotos, declarou que a porta da garagem foi totalmente incendiada, bem como foi queimada uma máquina de cortar grama a gasolina, destruída uma churrasqueira, parte do telhado, paredes do banheiro e da lavanderia, provavelmente com o uso de marreta. A casa fica distante cerca de 100 metros da residência do prefeito e da primeira-dama. Informou que sua casa possui câmeras de videomonitoramento, mas estranhamente não foram registradas imagens porque o dispositivo que grava (DVR) teria sido subtraído, sem ter ocorrido nenhum arrombamento. Mesmo que no registro policial tenha citado a suspeita de cunho político, não apontou suspeito.

Telhado também foi atingido
Reprodução/FN

Oregino diz que foi surpreendido com a confissão, totalmente perturbada, de sua esposa. Ela admitiu, em depoimento, ter causado os danos tanto na propriedade do vereador Francisco, como na casa de sua sogra, mãe do prefeito. “Só se fala nos prejuízos ao vereador Francisco. Os maiores prejudicados somos nós. Tanto em danos materiais, como na parte moral e psicológica”, declarou. “Não é só por maldade que se comete equívoco, mas também por problemas emocionais”, completa. “Espero que sejam esclarecidos os casos anteriores. Tenho certeza que não foi ela que cometeu”, garantiu o prefeito. Ele negou qualquer envolvimento seu nos fatos. “Coloco meu celular a disposição para a quebra de sigilo telefônico”, declarou.

Máquina de cortar grama e porta foram incendiadas
Reprodução/FN

Deixe seu comentário