Valmir Renner, o "Casão" (à esquerda) e mais três suspeitos foram detidos hoje - Crédito: Brigada Militar

Dos quatro presos suspeitos de envolvimento no assassinato de um brigadiano, um morava em São Sebastião do Caí, onde ainda têm familiares. Por isso ocorreram buscas hoje, sábado, também no Caí, durante a operação conjunta entre a Polícia Civil e a Brigada Militar.

Em Novo Hamburgo, no bairro Ouro Branco, foi preso o indivíduo Valmir Renner, conhecido como “Casão”, de 39 anos. Ele morava no Caí e estava com mandado de prisão preventiva. Foi abordado quando saia do Instituto Penal de Novo Hamburgo onde cumpria pena no regime aberto. Conforme a Polícia, durante buscas na residência de Valmir, foi localizada uma caixa de isopor com diversos medicamentos de origem duvidosa, sendo também confeccionada ocorrência para apuração dos fatos. Também foi apreendido um automóvel Civic blindado de propriedade de “Casão”.

Dois dos suspeitos estavam no regime semi-aberto
– Crédito: Polícia Civil

Outro detido cumpria pena no regime semi-aberto. Por volta das 9h da manhã, no Instituto Penal de São Leopoldo, foi detido Ernesto da Rosa Schorn, de 36 anos, que também estava com mandado de prisão preventiva.

 

 

Automóvel Focus usado na morte do PM foi apreendido
– Crédito: Polícia Civil

No final da manhã, em torno de 11h, no município de Portão, foi apreendido o automóvel Focus, de cor preta, que teria sido utilizado pelos acusados no latrocínio (matar para roubar), onde o PM foi morto na última quinta-feira.

Mais um suspeito, Josias de Souza Silva, foi preso em Lajeado, de possa de drogas, pistola calibre 40 e revólver calibre 38. Segundo a Polícia, possivelmente são armas utilizadas na morte do soldado.

Os presos e objetos apreendidos foram encaminhados para a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) de Montenegro.

O crime

Os mandados de prisão e de busca e apreensão foram cumpridos nas cidades de Novo Hamburgo, Portão, São Leopoldo e São Sebastião do Caí, relacionados ao latrocínio (matar para roubar) do soldado Emerson Daltri Tadielo, ocorrido na última quinta-feira em Coxilha Velha (Triunfo).  O policial militar, de 41 anos, foi assassinado com um tiro no pescoço, quando reagiu a um assalto. Ele comprava vasos numa tenda da margem da BR 386 (Tabaí/Canoas), quando foi atacado por bandidos que tentaram roubar a sua caminhonete. Tadielo estava de folga. Ele trabalhava na força-tarefa dos presídios e morava em Santiago.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here