Dois criminosos foram mortos em tiroteio e um terceiro foi preso - Crédito: Talis Ferreira

A Polícia já tem a identificação dos dois criminosos mortos em tiroteio com a Brigada Militar na RS 124, perto do trevo da empresa Masisa (Arauco), próximo do cruzamento com a BR 386, em Montenegro, ontem pela manhã, domingo. Eles não portavam documentos, mas a Polícia chegou aos nomes e está buscando a confirmação oficial através do exame de digitais.

Conforme o delegado André Roese, da Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), a identificação oficial deverá ser feita pelo Instituto Geral de Perícias (IGP). Alguns nomes de suspeitos foram passados para serem confirmados oficialmente. E a Polícia já teria as identificações. Com isso pretende chegar ao terceiro acusado, que acabou fugindo. Mesmo com o uso de helicóptero da Brigada e o reforço de efetivos da Polícia Rodoviária Estadual e Federal, ele não foi localizado. A Polícia Civil também está verificando a situação do automóvel Ford Ka onde estavam os três indivíduos.

Ford Ka (foto) usado pelos criminosos e viatura da Brigada ficaram com marcas de tiros
– Crédito: Reprodução/FN

Conforme a Polícia, um dos mortos seria Patrick Adriano Melo Padilha, de 35 anos, que possui várias passagens pela Polícia, com acusações por roubo a banco, assalta em lotérica, roubo a residência, tráfico de drogas, porte ilegal de arma e fugas do presídio. Já o outro acusado que morreu no local seria Andrei Brito da Rosa, de 22 anos, que não teria antecedentes policiais. As identificações ainda devem ser confirmadas oficialmente pelo IGP e por familiares.

A Brigada usou até helicóptero para prender o terceiro acusado, mas ele não foi localizado
– Crédito: BM/Reprodução

Sobre o terceiro criminoso, a suspeita é de que possa ter fugido de moto. Dois indivíduos teriam pedido informações, durante a madrugada, na portaria de uma empresa do Pólo Petroquímico. O caroneiro, conforme informações, estava bastante sujo, sem calçados e com ferimentos na perna e braços. O dono da moto teria várias passagens pela Polícia. A Brigada Militar foi avisada, mas a dupla conseguiu fugir. A suspeita é de que o criminoso tenha saído do mato e na chamada “segundinha” tenha sido resgatado pelo motociclista.

Cães impediram assalto

O cerco policial iniciou por volta de 10 horas de domingo, logo após uma tentativa de assalto a um empresário do ramo de carvão, em Linha Pinheiro Machado, no município de Brochier. No local, onde o empresário mora e tem sua empresa, próximo da divisa com Maratá, os bandidos foram surpreendidos por cães e um deles inclusive teria sido mordido no braço. Os criminosos acabaram fugindo sem roubar nada. Na altura do bairro Santo Antônio, em Montenegro, os criminosos passaram a ser perseguidos pela Brigada Militar quando trafegavam pela RSC 287. Já na RS 124, perto do viaduto com a BR 386, o motorista que dirigia o carro dos criminosos perdeu o controle do veículo e saiu da pista. Houve troca de tiros.

Com os acusados foram encontrados revólver, toucas tipo ninja, munição e rádio comunicador na frenquência da Brigada
– Crédito: BM/Reprodução

A viatura da Brigada, assim como o Ford Ka, ficaram com marcas de vários disparos. No confronto, dois acusados acabaram sendo atingidos. E um terceiro fugiu pelo mato e não foi mais encontrado. Uma equipe médica do Samu esteve no local e constatou que os dois criminosos alvejados já se encontravam sem vida. Nenhum policial ficou ferido. No Ka foram encontradas toucas tipo ninja, revólver calibre 38, munições e rádio comunicador ligado na freqüência da Brigada. O comandante do 5º BPM, tenente-coronel Rogério Pereira Martins, diz que não há reparo na atuação dos PMs durante o confronto. E destacou que o terceiro indivíduo não foi encontrado em razão do local que é de mata fechada, dificultando as buscas. Mesmo assim os policiais continuavam nas buscas nesta segunda-feira, através de contatos com moradores e ações de inteligência policial, em parceria com a Polícia Civil.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here