Espancamento e brigas aconteceram junto a restaurante da BR 386 após o jogo de domingo - Reprodução/FN

As imagens fortes, de espancamento com chutes, socos, pedradas, pisoteadas e outras agressões, em vítima caída no chão, que foram registradas por câmeras de um restaurante situado na margem da BR 386, próximo ao posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Montenegro, ganharam grande repercussão.

A briga aconteceu entre torcedores do Grêmio, que após a partida de domingo, contra o São Paulo em Porto Alegre, pararam no restaurante localizado junto de um posto de combustíveis. Na parte de fora do estabelecimento, junto ao local onde estacionam os ônibus das excursões, aconteceram as violentas agressões, que chegaram a deixar um torcedor desacordado.

No local ficaram marcas de sangue e vidros quebrados. Vídeos mostrando as agressões e os estragos estão sendo divulgados pela imprensa e nas redes sociais.

Agentes da Polícia Rodoviária Federal chegaram a ir até o local, mas os torcedores envolvidos já tinham ido embora. A Polícia Civil de Montenegro está investigando as agressões.

O proprietário do restaurante informou que disponibilizou as imagens para a Polícia Civil de Montenegro. Segundo o delegado André Roese, já foi instaurado o inquérito e as investigações estão avançadas. Ele diz que os acusados das agressões estão sendo identificados e devem ser indiciados por tentativa de homicídio.

O delegado preferiu não revelar mais detalhes para não prejudicar as investigações. Segundo informações, os torcedores envolvidos estariam em ônibus de Santa Maria e Santa Cruz do Sul, e pertencem a torcidas organizadas do Grêmio.

A vítima de espancamento foi atendida por uma ambulância do Samu, mas preferiu não ser levada ao hospital, aguardando no local para pegar outro ônibus. Outro torcedor teria levado uma tijolada na cabeça.

Conforme informações, o desentendimento entre torcedores teria iniciado ainda na Arena. E depois os grupos de torcedores acabaram se reencontrando em frente ao paradouro, ocasionando a confusão. Além de ferimentos, o tumulto gerou danos materiais no restaurante e nos ônibus, como vidros quebrados.

A direção do Grêmio emitiu nota repudiando os atos de violência, informando que após a investigação policial e identificação dos acusados, o clube também aplicará uma dura punição.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here