Rafinha tinha saído do Presídio da Timbaúva com a condição de buscar emprego - Brigada Militar/Reprodução

Após receber uma informação de um furto em residência, a guarnição composta pelo sargento Fazenda e pelos soldados Pedroti e Richer, deslocou na manhã deste domingo, dia 21, para fazer averiguações. Durante as buscas foi abordado o indivíduo Rafael Eduardo da Conceição, vulgo Rafinha, de 47 anos, onde foi flagrado vendendo um botijão de gás no morro Bela Vista, por 70 reais. Conforme os PMs, o acusado confessou que havia furtado o botijão de uma residência no bairro Tanac. Ele foi preso em flagrante e também o comprador, de 49 anos, acusado de receptação.

De acordo com a Brigada, o autor do furto estava na situação de preso do regime semi-aberto e encontrava-se no passeio de final de semana. Ele saiu do Instituto Penal de Montenegro (Presídio da Timbaúva) às 10h da manhã de sábado, dia 20, devendo retornar até as 10h de terça-feira, 23 de outubro, com a condição de procurar trabalho através de entrevista. Estava ciente de que, durante a saída temporária, no período noturno deveria estar recolhido em sua residência. Além disso, proibido de freqüentar bares, casas noturnas e outros estabelecimentos. Em caso de cometer algum crime, como aconteceu, terá a pena agravada e vai responder por mais um processo. Além disso, está sujeito a perder o benefício do semi-aberto e ficar em regime de prisão fechado.

Rafinha foi conduzido para a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), indiciado por furto qualificado e encaminhado para a Penitenciária do Pesqueiro. Já o comprador foi liberado, mas deverá responder processo por receptação.

Deixe seu comentário