Amigos e familiares estão fazendo uma campanha para dar enterro digno ao jovem montenegrino de 17 anos que foi assassinado - Reprodução/FN

Ainda não se tem previsão de quando vai ocorrer o sepultamento de Vinicius Renato dos Santos Rosa. O corpo jovem montenegrino, de 17 anos, que estava desaparecido faz cerca de um mês e meio, foi encontrado pela Polícia na última terça-feira, enterrado no meio do mato de uma propriedade em Morro do Marinheiro, no interior de Triunfo.

A liberação do corpo, no Instituto Médico Legal (IML), em Porto Alegre, só vai ocorrer após o reconhecimento oficial. Devido ao adiantado estado de decomposição, o reconhecimento deve ser feito por DNA. Já foi feita a coleta de sangue do pai e agora vai ocorrer a confrontação, mas o resultado deve demorar alguns dias. Enquanto isso, familiares e amigos estão fazendo uma campanha para ajudar os pais de “Vini” a proporcionar um enterro digno ao rapaz. Foi inclusive criada uma Vakinha online, na internet, com o título “Enterro digno a Vinícius dos Santos Rosa”. O objetivo é arrecadar pelo menos 3 mil reais, mas até hoje pela manhã só tinham sido doados 280 reais. As doações podem ocorrer pelo site vakinha.com.br, com qualquer valor. As funerárias Vargas, de Montenegro, e Daniel, de Estância Velha, também vão auxiliar no funeral. Mas a família de Vinicius, que é bastante humilde, em razão das buscas ao jovem e outras despesas, ficou muito endividada. Doações podem ser feitas direto para a família, através de contato com Adriana, mãe de Vinicius, pelo telefone 98030 9137.

Espera por justiça

Pais de Vinicius ainda não tem previsão para o enterro e esperam por justiça
– Reprodução/FN

Os pais, Adriana Macena e Renato Souza, até terça-feira ainda tinham a esperança de encontrar o filho com vida. Mas como o corpo foi encontrado, agora só esperam por justiça. “”Sempre tive a esperança. Mas agora só espero por justiça”, diz Adriana. Ela ainda não sabe quando vai ser a despedida. “Vai ser um velório curto, de poucas horas, com caixão fechado. Mas não sabemos quando o corpo será liberado pelo IML”, completa.

Sobre a angústia vivida pela família neste momento de intensa dor, Adriana deixa uma mensagem: “os pais devem cuidar bem dos seus filhos, ver com quem anda e sempre conversar com eles. Eu conversava bastante com meu filho e mesmo assim acabou se envolvendo com quem não devia, coisa que a gente jamais esperava”, alerta, esperando que outras famílias não passem pelo mesmo pesadelo.

Investigação continua

Em operação conjunta, realizada na última terça-feira, que iniciou as 5h30 da manhã, a Polícia Civil e a Brigada Militar de Montenegro, com o auxílio de Bombeiros de Taquari, encontraram o corpo de Vinicius Renato dos Santos Rosa. O rapaz, de 17 anos, estava desaparecido desde 27 de setembro, quando saiu de casa no bairro Estação, em Montenegro.

Corpo de Vinicius Rosa foi encontrado na terça-feira enterrado no interior de Triunfo
– Crédito: Talis Ferreira

O corpo do adolescente foi encontrado na mesma região onde a Polícia fez buscas um mês atrás, na localidade de Morro do Marinheiro, interior de Triunfo. Estava enterrado, distante cerca de um quilômetro da primeira cova onde foi encontrado sangue no último dia 9 de outubro. Conforme o chefe de investigação, comissário Alisson Castilhos, com base nas investigações a Polícia montenegrina tinha a convicção de que o corpo estaria naquela região. Segundo Alisson, ele foi retirado da cova anterior, onde foi encontrado sangue do jovem, e enterrado neste novo local aonde foi localizado agora. A Polícia ainda não sabe o motivo da troca do local onde estava enterrado o corpo e continua investigando. A suspeita é de que os criminosos tenham utilizado uma carroça, que foi encontrada na propriedade, para transportar o corpo de uma cova para outra.

De acordo com a Polícia, dois indivíduos foram presos, suspeitos de participação no homicídio e ocultação de cadáver. Eles seriam de Montenegro, mas estariam morando atualmente em Triunfo, motivo pelo qual o corpo foi encontrado naquele município. Segundo a Polícia, os dois também seriam suspeitos de participação em abigeato. Um terceiro indivíduo, de 60 anos, acusado de receptação, foi autuado por posse ilegal de armas. Duas espingardas e um revólver, além de munição, foram apreendidos durante as buscas. No total, seis pessoas já teriam sido detidas.

“Era um jovem que tinha toda a vida pela frente”, lamenta o delegado André Roese, que comandou as investigações. “Isso mostra o perigo do envolvimento com a criminalidade”, complementa.

O desaparecimento

Pelo que apurou a Polícia, o rapaz teria sido forçado a ir para Taquari após lhe procurarem pedindo satisfação sobre uma arma furtada no município. Mesmo que o jovem tenha negado envolvimento, teria sido obrigado a acompanhar alguns indivíduos. Pressionado, inclusive com ameaças contra familiares, acabou indo junto e não deu mais notícias. Desde então seu telefone celular estava desligado e não se sabia o seu paradeiro.

Vinicius Renato dos Santos saiu de casa, no bairro Estação, em 27 de setembro
– Reprodução/FN

A suspeita da Polícia é de que Vinicius teria sido convidado a participar de um roubo em Taquari. Entretanto, após um desentendimento, acabou desistindo para evitar problemas em casa com familiares. Nesse meio tempo teria desaparecido uma arma. Foi quando teria vindo uma ordem, de dentro do presídio, para que a arma fosse recuperada. E o rapaz, que não tinha antecedentes criminais, acabou sendo assassinado. A necropsia do IML e a perícia podem apontar como ele foi morto.

Durante as investigações a Polícia já tinha prendido quatro suspeitos, entre eles duas mulheres e dois homens. Um deles, inclusive, teria até voltado até a primeira cova para pegar um telefone celular. Um casal, preso em Taquari por tráfico de drogas na Operação Alcatraz, também está sendo investigado.

Mesmo com todos os indícios de que o filho já estivesse morto, os pais de Vinicius tinham a esperança de que o rapaz fosse encontrado com vida. Mas agora Adriana Macena e Renato Souza tiveram a confirmação de sua morte. Os pais dizem que desconheciam qualquer envolvimento do filho com a criminalidade. “A vida dele era em casa, no trabalho e no colégio”, conta a mãe. Ela diz que pouco antes do desaparecimento recebeu alguns áudios com ameaças de morte e de colocar fogo na casa. Questionado pela mãe, Vinicius teria falado que desistiu de participar de um assalto para o qual receberia mil reais. Pressionado pelas ameaças, inclusive aos familiares, teria voltado para Taquari e nunca mais deu notícias. Agora a família só espera poder dar um enterro digno ao rapaz e que se faça justiça.

Nota de esclarecimento

“Devido a alguns comentários, referente à vakinha, organizadores da campanha decidiram divulgar uma nota de esclarecimento com o intuito de detalhar o uso do dinheiro que será arrecado em prol da família do Vinicius.
Foi explicado que o ato de solidariedade ocorre devido a situação financeira da família, que vem sofrendo há quase dois meses já, desde o desaparecimento do falecido.
Há diversos custos que as funerária não cobrem, como por exemplo:
– A liberação do corpo no IML pela vigilância sanitária que devido ao estado de decomposição, é necessário um processo de mumificação do corpo antes de ser liberado para o velório;

-Há também o lacração do caixão que será revestindo com zinco, um material resistente;

-Custos com o transporte do corpo de Porto Alegre até Montenegro e logo após o velório, a locomoção do caixão até Novo Hamburgo aonde será sepultado juntamente a outros entes familiares;

-Queremos também, organizar uma caravana para os familiares e amigos comparecerem ao sepultamento e se despedirem de Vinicius;

-E por fim, ajudar a família financeiramente, ou também, com doações de alimentos devido ao fato do pai estar desempregado e a mãe doente, em estado depressivo decorrente à fatalidade com o seu filho.

A família agradece as doações já arrecadas e agradecemos também, à Funerária Vargas, pela assistência e pelo apoio.

Contudo, concluo que será apresentado comprovantes de notas sobre todos os gastos referente ao velório e ao enterro.”

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here