Pedro Rafael Horn, o Pedrinho, de 29 anos, morreu na queda do avião que pilotava no interior de Minas Gerais - Facebook/Reprodução

Um piloto montenegrino morreu em acidente aéreo na tarde desta quarta-feira, dia 19, no interior de Minas Gerais. Pedro Rafael Horn, o Pedrinho, de 29 anos, pilotava um avião agrícola com prefixo PT-UGA que caiu no meio de uma área preparada para plantio na Fazenda José Rubens, da Comunidade de Pedros, na zona rural de Patrocínio, no Alto Paranaíba, distante cerca de 400 quilômetros de Belo Horizonte. Corpo de Bombeiros e Samu estiveram no local, mas o piloto não resistiu e veio a falecer. Polícia Militar, Perícia Técnica da Polícia Civil e Centro de Investigações e Prevenção de Acidente Aeronáuticos (CENIPA) foram acionados para registrar a ocorrência e iniciar a investigações. As causas do acidente ainda são desconhecidas e serão investigadas.

Acidente ocorreu no interior de Minas Gerais na tarde desta quarta-feira
– Crédito: Bombeiros

Pedro Rafael Horn era natural de Montenegro. Conforme o prefeito Carlos Eduardo Müller, o Kadu, que foi presidente do Aeroclube muitos anos e conhecia bem o piloto, era um apaixonado pela aviação. E ele fez a sua formação na escola do Aeroclube de Montenegro, onde também chegou a trabalhar para pagar o curso. Kadu, que está em viagem para Brasília, lamentou muito a morte do amigo. Nas redes sociais já são muitas as manifestações de pesar pela morte de Pedro Horn.

 

Pedro Rafael Horn, o Pedrinho, tinha 29 anos
– Facebook/Reprodução

Filho de Angelina e Elvio Horn, Pedrinho era solteiro e não tinha filhos. Conforme o prefeito Kadu, era muito estimado e dedicado. Já trabalhava antes com avião agrícola em Montenegro e no final do ano se transferiu para Minas Gerais.

A Funerária Forneck Mattana está providenciando o translado do corpo de Minas Gerais para Montenegro. A previsão de chegada em Montenegro é para a noite desta quinta-feira, por volta de 23h. O sepultamento deve acontecer na manhã de sexta-feira no cemitério de Montenegro.

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here