Ações ocorreramem Montenegro, Estrela e Brochier - Crédito: Patram

Nesta quarta e quinta-feira, dias 29 e 30 de julho, Patrulhas Ambientais do Pelotão Ambiental de Montenegro desencadearam uma operação de combate aos crimes ambientais contra a fauna, em municípios dos Vales do Caí e Taquari. Durante as ações, foram realizadas cinco prisões devido aos acusados capturarem e manterem em cativeiro espécimes da fauna silvestre, além do crime de maus-tratos, pelo fato de algumas aves apreendidas estarem aprisionadas sem água, com comida contaminada pelas próprias fezes e em um dos locais vistoriados havia uma ave morta em uma gaiola, sem comida e sem água.

Um total de 25 pássaros silvestres foram encontrados em cativeiro
– Crédito: Patram

Conforme o comandante da Patram, tenente Luis Fernando da Silva, foram apreendidas 25 aves silvestres, e algumas destas, por apresentarem comportamento asselvajado, e sinais de captura recente, foram reinseridas ao seu habitat natural. Já as outras serão encaminhadas ao CETAS do IBAMA, onde passarão por tratamento e processo de readaptação, para que adquiram condições de serem reinseridas na natureza.

Foram realizadas ações em Montenegro, Estrela e Brochier. Os presos assinaram um Termo Circunstanciado e responderão em liberdade, tendo em vista que o crime é considerado de menor potencial ofensivo. Serão responsabilizados criminalmente e na esfera administrativa, com previsão de multa no valor de R$ 500,00 por ave silvestre apreendida, e em caso de espécie ameaçada de extinção, o valor aumenta por R$ 5 mil por ave

Denúncias podem ser realizadas de maneira anônima no telefone (51) 3649-9558 e através do WhatsApp (51) 98599-9005.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here