Além de composições de Villa-Lobos, a apresentação incluirá obras de Ernesto Nazareth, Antônio Carlos Jobim e grandes nomes da música clássica internacional Pedro Giles/Divulgação

Recentemente os caienses tiveram a oportunidade de assistir uma apresentação da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre, a OSPA). A apresentação foi na Igreja Matriz de São Sebastião e encantou o público. A igreja ficou lotada e o público encantou-se com o grande espetáculo.

Agora foi anunciado um outro show de música erudita para o dia 28 de fevereiro, quinta-feira, às oito horas da noite, com entrada franca. Desta vez a apresentação será da Orquestra Sinfônica da Universidade de Caxias do Sul, no Centro de Cultura. Uma ótima oportunidade de apreciar a música de uma grande orquestra no conforto do Centro de Cultura.

A Orquestra, neste dia, leva o projeto “130 anos de Heitor Villa-Lobos: um Índio de Casaca”, viabilizado pela Lei Rouanet, e sob a regência do maestro Manfredo Schmiedt, a apresentação contará com a participação dos solistas Elisa Machado (soprano) e Alexandre Diel (violoncelo).

Villa-Lobos, que nasceu em 1887 e faleceu no dia 17 de novembro de 1959, foi maestro e compositor brasileiro, tendo se destacado por ter sido o principal responsável pela descoberta de uma linguagem peculiarmente brasileira em música.

Foi considerado o maior expoente da música do modernismo no Brasil, compondo obras que contém nuances das culturas regionais brasileiras, com os elementos das canções populares e indígenas. Na data de seu nascimento, 5 de março, é celebrado o Dia Nacional da Música Clássica, sendo que em 2017 se comemorou seus 130 anos.

Projeto
O projeto “130 anos de Heitor Villa-Lobos: um Índio de Casaca” tem o patrocínio das empresas Anay Fitas, HD Parts, Pantlantica Tubos, Andreazza, Mebrafe, Vinícola Panizzon, Crediare, Promob, além diversas pessoas físicas, e contempla apresentações gratuitas pelo interior do estado do Rio Grande do Sul.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here