Prisões ocorreram em diversas cidades Polícia Civil/Reprodução

Na manhã desta quinta-feira, dia 13, a Polícia Civil deflagrou a Operação Cabresto em combate aos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico e organização criminosa. A ação foi realizada pela Delegacia de Polícia de Três Passos, e contou com o apoio da Brigada Militar e da Susepe. As diligências tinham como objetivo cumprir 40 ordens judiciais, sendo 15 mandados de prisão (11 preventivas e quatro temporárias) e 25 mandados de busca e apreensão nos municípios de Bom Progresso, Campo Novo, Montenegro, Santa Maria, Sede Nova, Três Passos e Sobradinho. Mandados de busca e de prisão também foram cumpridos nos Presídios de Três Passos, Montenegro, Santa Maria e Sobradinho.

De acordo com o delegado Marion Volino, as investigações duraram cerca de cinco meses, sendo apurado que detentos, relacionados a uma organização criminosa, comandariam o tráfico de drogas no interior de presídios e atuariam nas cidades de Três Passos, Bom Progresso, Campo Novo, Humaitá, Crissiumal e Sede Nova. Nesse período de investigações, duas pessoas foram presas em flagrante e drogas, armas de fogo e munições foram apreendidas.

Segundo a delegada regional Cristiane de Moura e Silva, a operação resultou na prisão de 16 pessoas, sendo 15 homens e uma mulher. “Das prisões, 14 se deram em cumprimento aos mandados e duas foram flagrantes pelo crime de tráfico de drogas. Um indivíduo não foi localizado e está foragido”, disse a delegada. Durante as buscas foram apreendidos dois veículos, uma motocicleta, munições calibre .38 e 9mm, telefones celulares, mais de dois quilos de cocaína, porções de maconha, crack, haxixe e metanfetamina, além de três comprimidos de ecstasy.

Novamente a Polícia cumpriu mandados dentro da Penitenciaria Estadual de Montenegro, na localidade de Pesqueiro. Isso já ocorreu no mês passado, com a acusação de que presos, líderes de facções, estavam dando as ordens para crimes de dentro da cadeia, através de celulares.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here