Reprodução/FN

Nos últimos dias, diversos casos de arrombamentos de imóveis rurais foram registrados na região. Uma das áreas mais visitadas pelos criminosos é São José do Maratá, no interior de São José do Sul, fato que vem causando grande preocupação aos moradores.

Se em algumas ocasiões residências usadas para descanso nos finais de semana foram invadidas, sendo visados, especialmente, eletrodomésticos, em casos mais recentes entre os itens mais levados estiveram equipamentos de uso no campo, como motosserras e roçadeiras. Geralmente, os itens estão em galpões trancados, mas nem isso inibe as ações.

A Delegacia de Polícia de Salvador do Sul já investiga alguns casos e trabalha com algumas pistas. “Não descartamos o envolvimento de moradores da região nos fatos”, assinala o escrivão Leandro Oliveira. Ainda conforme o policial, a oferta de equipamentos por valor muito abaixo de mercado deve servir de alerta aos possíveis compradores e mesmo informada aos órgãos policiais.

Em contato com a reportagem do Fato Novo, o comandante da Brigada Militar, tenente Pastorio, reforçou que o grupamento faz um trabalho intenso para atender a todas as comunidades, especialmente as consideradas mais vulneráveis. “As pessoas precisam nos avisar quando tiver um suspeito ou estranho na área, ou mesmo um conhecido em atitude suspeita, parque possamos identificar esse indivíduo e minimizar os fatos. Não temos como estar em todos os lugares ao mesmo tempo”, afirma. A anotação de placas de veículos suspeitos também pode ser de grande utilidade para as investigações.

A Brigada Militar também já tem pelo menos um suspeito de envolvimento nos arrombamentos na região. Denúncias podem ser feitas, inclusive de forma anônima, pelos telefones 190, (51) 996062725 e 3638-1192. 

Deixe seu comentário