Vídeo mostrou o ataque na Timbaúva, mas acusado acabou sendo solto porque não tinha registro por parte da vítima - Reprodução/FN

A mulher, que teria sido covardemente agredida em tentativa de assalto mostrado em vídeo, compareceu na Delegacia de Polícia de Montenegro no final da manhã de ontem, sábado, dia 17. Conforme a Polícia, além de fazer o registro da tentativa de roubo e agressão, ela reconheceu o suspeito que chegou a ser detido pela Brigada Militar no dia anterior, sexta-feira, mas que acabou sendo liberado justamente porque não tinha ocorrência registrada e o reconhecimento por parte da vítima.

O acusado, de 20 anos, já tem vários antecedentes criminais. Um vídeo foi divulgado pela Polícia Civil na sexta-feira mostrando o ataque que aconteceu na noite do feriado de 15 de novembro, quinta-feira, no bairro Timbaúva, às 22h23min, conforme registrado numa câmera de segurança próxima. O fato ocorreu na Rua Tobjorn Weibull, entre o clube Grêmio Gaúcho e a Avenida Júlio Renner (Via Dois). As imagens da câmara mostram a mulher caminhando pela calçada quando o criminoso a ataca pelas costas, segurando-a pelo pescoço com uma “gravata” e a agredindo. A vítima reage, tentando evitar o roubo. Ela chega a cair e o criminoso só desiste quando chega outro homem para socorrê-la. O bandido acaba fugindo e a pedestre sai caminhando.

É importante as vítimas registrarem logo os crimes para que a Brigada Militar tenha a possibilidade de prender o quanto antes os acusados. Com o flagrante, a Polícia Civil já pode encaminhar os criminosos diretamente para a Penitenciária. Agora a decretação da prisão depende de mandado judicial. Só então a Brigada e a Polícia podem ir novamente atrás do criminoso.

Deixe seu comentário