Vítimas foram encontradas em área de vegetação fechada, às margens da rodovia (Crédito: Bombeiros Voluntários)

Uma mulher se apresentou à polícia como condutora do automóvel que atropelou uma senhora e sua neta, na noite desse sábado, na BR 470, em Linha São Francisco, interior de Salvador do Sul. Ela voltou ao local do acidente em outro carro e foi encaminhada pela Polícia Rodoviária Federal para a DPPA de Montenegro, onde foi feito o registro da ocorrência.

A motorista teria alegado em declaração que deixou o local sem prestar socorro às vítimas por medo de permanecer na área, uma vez que não teria aparecido mais ninguém. O caso será apurado pela Delegacia de Polícia de Salvador do Sul.

Os bombeiros voluntários envolvidos na prestação de socorro à avó e à neta afirmam ter sido decisivo para o resgate das mesmas o fato de um outro motorista ter parado no local para retirar os pedaços do veículo que atropelou as duas e que haviam ficado sobre a pista. O homem, que reside nas redondezas, escutou a senhora V. L. W. agonizando e a encontrou nas margens da estrada, num local com muita vegetação.

Com sérias lesões na face, ela não conseguia falar, mas teria indicado com a mão que havia mais alguém no local. Foi então que o homem avistou, a cerca de cinco metros, também a menininha de menos de 2 anos de idade, que, por sorte, sofreu apenas lesões leves, mas que estava muito assustada.

As vítimas foram encaminhadas para atendimento no Hospital São Salvador. A senhora, residente na localidade de Santa Rita, com fraturas e corte profundo no rosto, foi transferida para o HPS de Canoas.

1 COMENTÁRIO

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here