Lucas dos Santos e Luiz Alberto Santana Pedroso foram atingidos por vários tiros - Crédito: Reprodução/FN

Os dois homens encontrados mortos no início da manhã do feriado de ontem, quarta-feira, 1º de maio, no interior de Capela de Santana, tinham sido seqüestrados no dia anterior no município de Taquara, onde moravam. Conforme apurou a Polícia, Luiz Alberto Santana Pedroso, de 52 anos, e Lucas dos Santos, de 31 anos, foram raptados em casa na terça-feira. Eles já tinham antecedentes ligados a drogas, além de roubo, ameaça e receptação. A principal suspeita da Polícia é de que o duplo homicídio tenha sido motivado pela disputa envolvendo o tráfico de drogas em Taquara.

A dupla foi encontrada na beira da estrada de Sanga Funda, que liga com a BR 386, próximo da divisa com Portão. Os corpos foram reconhecidos por familiares. Os dois foram atingidos por mais de vinte tiros cada um, já que foram encontrados no local mais de 50 estojos de munição de 9 milímetros. E estavam amarrados, nas mãos e pernas, com lacres.

Por volta de 5h30 da manhã de ontem pessoas que passavam pela estrada encontraram os corpos. A Brigada Militar isolou o local para a perícia e a Polícia Civil está investigando o duplo homicídio.

É o segundo caso de duplo assassinato em duas semanas. Em 15 de abril duas mulheres, Brenda Ferreira da Silva, de 20 anos, e a namorada Graciele leite, de 25 anos, foram encontradas mortas no interior de Capela de Santana, no meio de um mato de eucalipto, também amarradas e com tiros na cabeça. Antes destas quatro mortes, o município chegou há ficar 17 meses sem registrar assassinatos.

Deixe seu comentário