Mário Carlos Leão foi prefeito de São Sebastião do Caí de 1956 a 1959, além de promotor de Justiça e advogado - Crédito: Blog Histórias do Vale do Caí

O ex-prefeito de São Sebastião do Caí, Mário Carlos Leão, faleceu no início da noite de hoje, domingo, 28 de outubro, por volta de 18h30, vítima de infarto. Ele estava internado no Hospital Unimed de Montenegro e tinha 95 anos de idade.

O velório vai acontecer a partir das 7h30 da manhã de segunda-feira no Centro de Cultura do Caí. O sepultamento está previsto para às 17h.

MÁRIO CARLOS LEÃO

Mário Carlos Leão foi prefeito de São Sebastião do Caí de 1956 a 1959. Foi também promotor de Justiça e advogado de 1943 a 2006.

Conforme registro do blog Histórias do Vale do Caí, o pai do ex-prefeito, Marcos José de Leão, era o escrivão distrital em Feliz onde Mário Leão ficou até os 13 anos, quando partiu para estudar em Porto Alegre no Colégio Rosário. Na capital ele fez o ginasial e, mais tarde, começou a estudar à noite no Júlio de Castilhos.

Como era aluno do noturno, sobrava tempo para trabalhar durante o dia. Foi trabalhar então no Cais do Porto, onde era agente da Companhia União Fluvial do Caí. Ainda trabalhando, fez a faculdade de Direito e, ao se formar, veio para São Sebastião do Caí advogar com seu irmão Olavo, que na época , era um dos poucos profissionais do direito na cidade.

Mário Leão era casado com Irene Hoff Leão e teve seis filhos: Janice, Regina, Juliana, Marília, Maria da Graça e Marcos Daniel. A filha Marília Leão Fortes é atualmente a única vereadora no Caí e já é cotada para concorrer à Prefeitura nas próximas eleições em 2020.

Entre as obras mais importantes do governo de Mário Leão no Caí, ele mesmo destacava a eletrificação rural, numa época que a energia elétrica era muito precária. “Eu me lembro que, no Caí, só tinha energia elétrica até o Rio Branco. Com isso, eu iniciei o processo de levar luz às comunidades do interior. Foi uma festa”, recordou, em entrevista ao Fato Novo. Neste tempo São Sebastião do Caí ainda abrangia os distritos de Nova Petrópolis, Feliz, Bom Princípio e Capela de Santana e Portão.

Deixe seu comentário