Helmuth Von Groll tinha 79 anos - Reprodução/FN

Passado um ano da conclusão das obras de asfaltamento da estrada que liga o Caí a São José do Hortêncio, aconteceu o primeiro acidente grave que resultou em morte.

A vítima

Helmuth Von Groll tinha 79 anos e era viúvo há cinco. Gostava de ir a bailes e esperava encontrar uma nova companheira. Seu Helmuth  residia na localidade de Arroio Bonito dos Hess e teve nove filhos com a esposa Laura: Maria Eloide, Maria Zenaide, Armando, Delci, Miguel, Erton, Rosângela, Edson e Roseli.

O acidente que lhe tirou a vida aconteceu na noite de sábado, pouco adiante da localidade de Arroio Bonito dos Hess, ainda no município de São Sebastião do Caí. Portanto, bem perto da casa de seu Helmuth.

Tendo se dedicado à agricultura durante toda a sua vida, apesar da idade avançada, ele ainda trabalhava na lavoura. Conforme os familiares, tinha muito boa saúde.

Helmuth foi atropelado quando atravessava a rodovia para chegar à sua casa.

No trecho onde ocorreu o acidente existe sinalização com faixas pintadas ao meio da pista, mas não foram colocadas placas de advertência. Já no trecho mais próximo ao Caí, no bairro Chapadão Baixo, não existe nenhum tipo de sinalização. A falta de sinalização e de redutores de velocidade são as maiores reivindicações dos moradores.

O acidente

O atropelamento ocorreu na noite de ontem, sábado, dia 17, na estrada geral de Arroio Bonito. Conforme os Bombeiros Voluntários caienses, que atenderam a ocorrência, a vítima morreu no local, em razão dos graves ferimentos.

Os bombeiros foram chamados às 21h15min e se deslocaram até o local. Conforme informações, Helmuth Van Groll, que estava atravessando a pista, foi atropelada por uma Fiat Fiorino, com placas de Pareci Novo. Em razão dos graves ferimentos, o idoso não resistiu e veio a falecer no local, que fica na frente de sua residência. O motorista da Fiorino, Flávio Joel da Silva, 22 anos, de Pareci Novo, não sofreu ferimentos.

Deixe seu comentário