Central de videomonitoramento já está funcionando em Montenegro - Crédito: Brigada Militar

Das sete câmeras de videomonitoramento instaladas pela Prefeitura nas ruas de Montenegro, cinco estão funcionando. As outras duas dependem de reparos. Mas em breve o município deve adquirir mais dez filmadoras para serem colocadas em locais de maior concentração e pontos estratégicos, como entradas e saídas da cidade. A informação é do subcomandante do 5º BPM, major Iber Augusto Lesina Giordano, que assumiu agora como secretário executivo do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM).

Pareci Novo instalou vinte novas câmeras de videomonitoramento
– Guilherme Baptista/FN

As câmeras, que estão em pontos centrais de Montenegro, já são monitoradas na central de videomonitoramento 24 horas do 5º BPM. Além de Montenegro, já estão sendo monitoradas também as novas câmeras adquiridas pela Prefeitura de Pareci Novo. O município do Pareci adquiriu vinte câmeras de alta tecnologia, que são monitoradas na Prefeitura, Polícia Civil e Brigada Militar.

Outros municípios da área do 5º BPM, com sede em Montenegro e integrada por nove cidades, também estão agilizando a instalação de câmeras. O mesmo acontece na área do 27º BPM, com sede em São Sebastião do Caí e integrado por dez municípios. No Caí a sala de controle do sistema de videomonitoramento já recebe as imagens de doze câmeras instaladas na cidade.  Outros municípios da região, como Bom Princípio e Tupandi, também contam com várias câmeras que são monitoradas pela Brigada Militar. A medida é importante para aumentar a segurança na região. A meta é formar um cercamento eletrônico, incluindo as principais rodovias, além de integrar todas as câmeras numa central regional em Montenegro. Com isso, além de flagrantes de crimes, poderão ser identificados indivíduos e veículos em situação irregular. Também facilita a investigação de crimes e inibe a vinda de criminosos de outras regiões. Mesmo com a tecnologia a região precisa de mais efetivo para poder dar o pronto atendimento no combate ao crime.

Deixe seu comentário