Natan Mariano, de 26 anos, trabalhava como frentista e morava no bairro Industrial - Reprodução/FN

Foi um Natal muito triste para a família do jovem Natan Mariano. Na véspera de Natal, segunda-feira, dia 24, o corpo do rapaz, de 26 anos, foi encontrado no rio Caí, cerca de um quilômetro abaixo do local onde tinha desaparecido no dia anterior.

Natan estava desaparecido desde as 10h30 da manhã de domingo, quando estaria junto ao cais do porto de Montenegro, na rua Álvaro de Moraes, altura do clube Caça e Pesca. Não se sabe ao certo o que estaria fazendo na beira do rio e o que aconteceu. Se teve uma tontura, mal súbito ou escorregou. Familiares esclarecem que ele não estava pescando e também não se atirou no rio, como chegou a ser comentado. O certo é que caiu no rio, vindo a se afogar.

A despedida

As buscas iniciaram logo por parte de populares e bombeiros de Montenegro. Depois chegaram os mergulhadores do Grupamento Especial de Busca e Salvamento de Porto Alegre. Já ao entardecer de domingo as buscas foram interrompidas devido a pouca visibilidade e os mergulhadores prometeram retomar na manhã do dia seguinte. Mas familiares e amigos de Natan, que estavam ansiosos, iniciaram buscas logo ao amanhecer, inclusive utilizando barcos, antes mesmo da chegada dos bombeiros e mergulhadores. E foram eles que encontraram o corpo preso em galhos de taquareiras, na margem do rio. Os bombeiros foram chamados e fizeram a remoção.

Morador do bairro Industrial, Natan trabalhava como frentista no posto de combustíveis Fatur, na entrada de Montenegro. Bastante conhecido e estimado, sua morte causou grande consternação. O seu sepultamento ocorreu na manhã do feriado de terça-feira, dia de Natal, no cemitério municipal de Montenegro, com grande acompanhamento. Natan deixa pais, irmão e irmã, e demais familiares e amigos. “Era mais que um irmão, era como um filho. Era muito querido por todos. Cultivou amor e amizade por onde passou”, diz a irmã Patrícia Mariano, muito abalada. Muitas também foram as postagens e homenagens nas redes sociais, demonstrando o quanto Natan era conhecido e querido por todos.

 

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here