Cassiel Gass do Bonfim, que completaria 5 anos no próximo domingo, foi atingido por um automóvel na RS 124 - Facebook/Reprodução

A despedida de Cassiel Gass do Bonfim, de 4 anos, aconteceu no final da tarde de ontem, terça-feira, dia 22. O velório, na própria casa da família, na Estrada de Pinheiros, no bairro Santo Antônio, foi rápida, pois o corpo demorou para retornar do Instituto Médico Legal (IML) para onde foi encaminhado para a necropsia. O velório iniciou por volta de 17h e ao entardecer, às 18h30, aconteceu o sepultamento no Cemitério de Montenegro.

Familiares e amigos ficaram muito consternados com a tragédia. O gravíssimo acidente ocorreu no final da tarde da última segunda-feira, dia 21. Cassiel foi atropelado por volta de 18h30 na altura do quilômetro 17 da RS 124, na localidade de Porto dos Pereira – a rodovia que liga Montenegro com Pareci Novo. Segundo a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), um automóvel GM Onix trafegava no sentido Pareci/Montenegro, já próximo do cruzamento com a RS 240 (trevo da Antarctica) e da estação de tratamento da Corsan, quando a criança teria corrido em direção à pista e acabou sendo atingida pelo carro.

A criança foi levada as pressas para o Hospital Montenegro (HM) pelos próprios familiares, dando entrada no colo da mãe, em estado gravíssimo. A equipe médica tentou reanimá-lo várias vezes, mas o menino não resistiu aos graves ferimentos e veio a falecer. O menino faria 5 anos no próximo domingo, dia 27.

O garoto era aluno da escola infantil (creche) do bairro Santo Antônio. E neste ano para a Escola Dona Clara Camarão, em Alfama. Os pais Débora e Jeferson, mais o maninho de 2 anos, demais familiares e amigos, estão muito abalados. Segundo informações, estariam visitando familiares no Porto Pereira quando aconteceu o acidente. Cassiel, o irmão e mais um primo brincavam no pátio, quando repentinamente ele saiu correndo. A mãe foi atrás desesperada, mas não conseguiu alcançá-lo e lamentavelmente a criança foi atingida pelo automóvel.

A PRE registrou o acidente na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA). A Polícia Civil será a responsável pela investigação. Conforme a Polícia, o veículo era conduzido por uma motorista, de 30 anos, de Pareci Novo, que ficou em estado de choque. Ela disse que o menino surgiu repentinamente na rodovia e lamentavelmente não foi possível evitar o atropelamento. As circunstâncias do acidente, inclusive sobre quem estava dirigindo o carro, serão investigadas pela Polícia.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here