Ronaldo da Silva tinha 41 anos e morava em Camaquã - Facebook/Reprodução

A vítima de atropelamento na RS 122 ontem de noite, quinta-feira, dia 11, em Bom Princípio, era motorista de um caminhão que tinha estacionado nas proximidades da rodovia. Ronaldo Silva da Silva, de 41 anos, era morador de Camaquã, no sul do Estado. Ele teria estacionado o caminhão de uma empresa junto ao Posto Zanluchi, na altura do quilômetro 30, no bairro Santa Terezinha.

Vítima foi atingida por uma caminhonete Montana quando atravessava caminhando a pista em Bom Princípio
– Crédito: PRE/Reprodução

O acidente ocorreu por volta de 20h20min, quando Ronaldo estaria atravessando a pista caminhando. Ele foi atingido por uma caminhonete Montana, com placas de São Sebastião do Caí. Bombeiros Voluntários e o Samu de Bom Princípio estiveram no local, mas ele já estava sem vida. O motorista da Montana sofreu ferimentos leves e foi encaminhado para a UPA. A Polícia Rodoviária Estadual controlou o trânsito e fez o registro do acidente na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) de Montenegro. Foi feita a perícia no local e a Polícia Civil vai investigar as circunstâncias do acidente.

Ronaldo deixa esposa, filha, pais, irmãos e demais familiares e amigos. Ele está sendo velado em Camaquã, onde vai acontecer o sepultamento no Cemitério Bom Pastor no sábado pela manhã.

Mais uma morte

É o segundo atropelamento com morte no trecho da RS 122 em Bom Princípio em questão de quinze dias. No último dia 27 de março, Michele Heloiza Welter, de 25 anos, morreu em acidente próximo da Polícia Rodoviária Estadual. Ela estava na carona de uma moto que foi atingida por um automóvel Audi. Com o impacto, a caroneira veio a cair na pista e quando levantava foi atropelada por um veículo Doblô, vindo a morrer no local. O condutor da moto teve ferimentos leves. Michele era natural da Feliz, morou em Bom Princípio e por último residia em Arroio do Ouro no Vale Real.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here