Crédito: Brigada Militar/Divulgação

Localidade marcada por uma série de atentados, há alguns anos, Encruzilhada do Maratá, no interior de Salvador do Sul, voltou a viver um dia tumultuado, nessa sexta-feira. Um desentendimento numa negociação de lenha acabou resultando na prisão em flagrante de um indivíduo, após esse fazer uma ameaça de morte.

S. A. B., 36 anos, em outubro do ano passado, teria acertado a venda de uma carga de lenha a um produtor de carvão de Campestre Baixo, também no interior salvadorense. Por volta das 14h de hoje, quando o comprador pretendia iniciar o carregamento da mercadoria, teria sido impedido pelo acusado, que, não satisfeito, ainda teria dito possuir uma arma em sua residência e que a pegaria para matar o comprador.

Após registrar o fato na Delegacia de Polícia de Salvador do Sul, o homem ameaçado buscou também apoio da Brigada Militar, que deslocou uma equipe até o local da ameaça. O acusado foi encontrado em sua casa e admitiu ter uma arma. Ele entregou a Beretta calibre 22 aos brigadianos, juntamente com 22 munições intactas.

Após receber voz de prisão, o homem foi encaminhado para exame médico e, em seguida, conduzido à DPPA de Montenegro.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here