Marco Aurélio Gomes da Silva, de 32 anos, desapareceu no rio na altura da barragem do Rio Branco, ontem de tarde, em Pareci Velho - Reprodução/FN

Na manhã de hoje, terça-feira, dia 14, por volta de 9h30, os bombeiros encontraram o corpo de Marco Aurélio Gomes da Silva. Conhecido como Marcão, de 32 anos, o morador de Pareci Velho desapareceu no rio Caí na tarde de ontem, segunda-feira, em torno de 16 horas.

Hoje pela manhã, além dos bombeiros de Portão, estiveram no local mergulhadores da Companhia Especial de Busca e Salvamento (CEBS), de Porto Alegre, que localizaram o corpo próximo do local em que havia desaparecido. O local foi isolado pela Brigada Militar para perícia e depois encaminhado para necropsia no Instituto Médico Legal (IML). A Polícia Civil vai investigar as circunstâncias do afogamento.

Conforme a esposa, Daiana Cristina Flores, de 34 anos, na tarde de ontem, segunda-feira, dia 13, estava caminhando com o marido, mais dois filhos dela, de 12 e 11 anos, pela margem do rio Caí, próximo da antiga barragem do Rio Branco, em Pareci Velho (Capela de Santana). Segundo ela, os dois meninos teriam corrido e repentinamente entraram na água. Como estariam se afogando, Marco pulou na água e conseguiu retirar os meninos, um deles inclusive portador de necessidades especiais. Segundo a esposa, ele conseguiu retirar os garotos do rio, mas aí acabou se afogando e desapareceu na água, não sendo mais localizado. A suspeita é de que tenha caído num buraco profundo.

De acordo com a esposa, Marcão trabalhava no Curtume Nimo, em Costa da Serra, no interior de Montenegro. Ele aproveitou a folga ontem para passear com a família, que reside no Pareci Velho e vive agora a angústia pelo seu falecimento.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here