Espingardas foram encontradas na casa do empresário suspeito de envolvimento no golpe do dinheiro "clonado" - Crédito: Polícia Civil

Um empresário foi preso ontem, quarta-feira, em São José do Sul.

A operação foi realizada pela Polícia Civil, através da Delegacia do Turista, de Porto Alegre, com o apoio de policiais do Vale do Caí, 1ª Delegacia Regional do Interior e Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) de Santa Cruz do Sul.

Conforme a Polícia, o empresário, que é proprietário de uma loja de materiais e instalações elétricas no centro de Montenegro, é acusado de estelionato. Nas buscas em sua residência, foram apreendidas três armas de fogo (espingardas), dinheiro, celulares, documentos e bastante munição de vários calibres.

Segundo a delegada Laura Rodrigues Lopes, foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão e as ordens judiciais estão relacionadas a investigações sobre um grupo criminoso que aplicava golpes em diversas cidades do estado. “Os indivíduos convenciam as vítimas a entregar dinheiro em espécie para “clonagem” deste. Em troca, ofereciam à vítima parte do dinheiro “clonado”. Contudo, o grupo criminoso se apropriava de todo o dinheiro. Até o momento, o prejuízo das vítimas foi de aproximadamente 2 milhões reais”, explicou a delegada.

O empresário foi preso em flagrante por posse irregular de arma e munição. Foi arbitrada fiança e ele poderá responder em liberdade o processo de posse irregular de arma e também de estelionato.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here