Toda a parte interna do restaurante foi destruída pelo fogo - Crédito: Guilherme Baptista/FN

No domingo ao meio-dia o Drikah Gourmet abriu normalmente, com bom movimento em seu restaurante situado na esquina da Rua Osvaldo Aranha com Rua Capitão Porfírio, na frente do Posto Ipiranga e da loja Paratodos. O proprietário do estabelecimento, Volnei Ferreira, diz que saiu do local em torno de 16h30min. Cerca de 20 minutos depois, quando o proprietário já estava em casa, tomando banho, recebeu ligação avisando que seu restaurante estava em chamas. “Quando saí do restaurante não tinha nenhum sinal de fumaça. Minutos depois estava tudo destruído. Foi muito rápido”, lamenta Volnei, que na manhã de segunda-feira, junto com alguns funcionários, colocava numa Kombi o pouco que restou de utensílios e alimentos que se encontravam na cozinha. Já do salão do restaurante não sobrou nada e até mesmo o telhado desabou.

Fogo era visto de longe e atingiu grandes proporções
– Crédito: Talis Ferreira

O fogo era visto de longe, em toda a cidade, tamanha as labaredas e nuvem de fumaça. Os Bombeiros de Montenegro conseguiram conter as chamas até por volta de 17h30min. Ninguém ficou ferido. Não se sabe ao certo a causa do incêndio, mas Volnei acredita que as chamas tenham vindo da churrasqueira. “A parte elétrica estava nova”, diz, lembrando que no próximo sábado, 1º de fevereiro, o restaurante estaria completando um ano no local.

Volnei não tem idéia do tamanho do prejuízo financeiro. Na parte interna tudo foi queimado, incluindo equipamentos, máquinas, móveis e utensílios, além da própria estrutura do prédio, que é alugado. Alguns materiais ainda nem foram pagos. Mesmo assim, em conversa com o proprietário do prédio, o comerciante diz que a intenção é reerguer a estrutura, aproveitando o que for possível recuperar. E depois reabrir o restaurante no mesmo local. Enquanto fazia a limpeza, Volnei mostrava a colunas, entendendo que podem ser substituídas por de metal, já estudando como vai montar o telhado. A intenção, segundo ele, é buscar reabrir o quanto antes. Ele elogia a atuação do Corpo de Bombeiros, que evitaram um prejuízo ainda maior e que as chamas alcançassem os prédios vizinhos.

Conforme os bombeiros, o chamado para o quartel ocorreu às 16h50min. Sete bombeiros, inclusive três que estavam de folga, se deslocaram até o local, em dois caminhões. Foram utilizados mais de 10 mil litros de água para apagar as chamas. O telhado do prédio desabou. Bombeiros combateram o fogo pelas janelas onde vidros se quebraram. Mesmo que os bombeiros tenham logo controlado as chamas, até às 19h ainda estavam fazendo o rescaldo.

Volnei tem também o restaurante Drikah na Rua Campos Neto, perto da Secretaria Municipal da Saúde (Assistência), no bairro Timbaúva, onde o atendimento ao público continua normalmente. Ele avisa que os clientes do centro poderão buscar o atendimento na Timbaúva até que o prédio que foi destruído pelo fogo seja recuperado.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here