Na casa foram apreendidos revólver, drogas e outros materiais - BM/Reprodução

O delegado de Bom Princípio, Marcos Eduardo Pepe, disse que o indivíduo que morreu num confronto com policiais militares na madrugada da última sexta-feira na Estrada do Paraíso, no bairro Bela Vista, já era investigado desde 2016 pela suspeita de envolvimento com o tráfico de drogas.

Júlio César da Silva de Moura, de 28 anos, natural de Santo Ângelo e que estava na casa onde estaria funcionando um ponto de venda de drogas, foi alvejado com dois tiros após ter disparado contra uma guarnição da Patrulha Especial (Patres) da Brigada Militar que foi ao local devido a denúncias. Na casa foram apreendidos diversos materiais suspeitos de serem usados no tráfico, como duas balanças de precisão, um tijolo de maconha, bucha grande com farelos de maconha, duas buchas grandes de cocaína, faca, dois celulares, dois cartuchos calibre 22 e onze de 38 e 496 reais em dinheiro. Também foi apreendido o revólver calibre 38, com numeração raspada e cartucho deflagrado, de onde teria partido o tiro disparado na direção do sargento que comandava a guarnição, o qual reagiu com os dois disparos.

O sargento já prestou depoimento na Delegacia. Demais PMs que participavam da operação e testemunhas também devem depor. A Polícia ainda aguarda laudos da necropsia e perícia para concluir o inquérito.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here