Crédito: Reprodução/FN

Durante uma entrevista coletiva do Ministério da Saúde, na última quinta-feira, ocorreu relato sobre cinco casos suspeitos do coronavírus no país. Entre esses, um foi registrado no Rio Grande do Sul. Posteriormente, apurou-se que envolveria um morador de Salvador do Sul. Esse e os demais investigados no Brasil, contudo, foram descartados.

O salvadorense teria passado na China, onde surgiu o surto que causa grande preocupação mundial, alguns dias no início desse mês. Com sintomas como febre alta e tosse, que estão entre os suspeitos de contaminação, foi encaminhado para atendimento médico. O homem, de 46 anos, contudo, vem se recuperando e já recebeu alta hospitalar, tendo a orientação de permanecer em repouso em sua residência por mais alguns dias.

De acordo com o secretário substituto de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Júlio Henrique Croda, os cinco casos notificados pelo Governo Federal não foram testados especificamente para o coronavírus. Os estados, entretanto, têm autonomia para prosseguir com exames específicos.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estabeleceu como parâmetros clínicos para casos suspeitos febre, dificuldade para respirar e tosse, além de pessoas que viajaram, recentemente, para a cidade chinesa de Wuhan e que tiveram contato com pessoas com suspeita ou confirmação de infecção. Já são pelos menos 26 mortos em razão da doença no país asiático. Outros países, como os Estados Unidos, também tiveram casos confirmados.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here