Roniana Alicia Schu tinha 21 anos - Reprodução/FN

O casal encontrado morto por volta do meio-dia de ontem, terça-feira, dia 5, no bairro Santo Antônio, já está sendo velado. Roniana Alicia Schu, de 21 anos, está sendo velada na capela São João, da Funerária Vargas, em Montenegro. O sepultamento está marcado para hoje de tarde, às 15h30, no cemitério de Campo do Meio.

Douglas Maciel Rhoden tinha 29 anos
– Reprodução/FN

Já Douglas Maciel Rhoden, de 29 anos, está sendo velado na capela da Funerária Hartmann, em Harmonia. O sepultamento dele está marcado para hoje de manhã, às 10h, no cemitério de Harmonia.

Os dois foram encontrados mortos na casa situada na Rua Plinio Daudt Azevedo do bairro Santo Antônio. Conforme vizinhos, tiros já teriam sido ouvidos na tarde do dia anterior, segunda-feira, por volta de 15 horas, quando provavelmente aconteceu o crime. Como Roniana não foi ao serviço numa pastelaria na terça-feira, colegas ficaram preocupados, já que não respondia os contatos por telefone. Uma colega e um primo dela foram até a residência pouco antes do meio-dia de ontem, quando encontraram os corpos na cozinha.

Polícia confirma que houve feminicídio seguido de suicídio
– Crédito: Guilherme Baptista/FN

A delegada Cleusa Spinato, que comanda a Delegacia da Mulher (DEAM), confirma que foi um feminicídio seguido de suicídio, ou seja, ele matou a mulher a tiros e depois se matou. Um revólver calibre 38 estava junto a ele, que teria atingido o abdômem e o peito da esposa. E depois sua própria testa.

Segundo familiares, os dois estariam em processo de separação, o que ele não estaria aceitando. Um buquê de flores e uma carta, que ele teria levado, foram encontrados no local, mas não foi revelado o conteúdo do que teria escrito. O crime causou grande repercussão e deixou consternados os familiares e amigos do casal. Apesar de alguns parentes falarem em desavenças no relacionamento, segundo a Polícia não tinha nenhuma ocorrência registrada. “É um caso clássico de violência doméstica, em que a vítima tentava romper o relacionamento e o agressor não aceitava”, lamenta a delegada Cleusa Spinato.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here