Telmo Kaffer, que é cadeirante, e Leida Moraes, dependem das doações da comunidade para reconstruir a casa destruída pelo fogo - Guilherme Baptista/FN

Telmo Vicente Kaffer, 73 anos, e Leida Terezinha Morais, 63 anos, já estavam dormindo na noite de quinta-feira passada, dia 19, por volta de 21h30. “Senti um cheiro de fumaça me afogando e gritei por socorro”, lembra Leida. A maior preocupação dela era com o marido, que é cadeirante. “O fogo já estava pegando perto de nós”, afirma Telmo. “Acordei ele e comecei a puxar para a rua. O mais importante era tirar ele”, diz. Com a ajuda de vizinhos, os dois foram retirados da casa em chamas e por sorte não tiveram nenhum ferimento.

Fogo destruiu todos os pertences do casal na noite de quinta-feira
– Guilherme Baptista/FN

O fogo teria iniciado na cozinha, provavelmente causado por alguma brasa que ainda restava no fogão à lenha. A casa de alvenaria, situada na Rua Dinamarca do bairro Imigração, logo foi tomada pelo fogo. Praticamente tudo foi destruído na moradia em que residiram por 13 anos. Pouco foi salvo. Ainda ontem Leida tentava aproveitar algumas panelas. Mas móveis, roupas, calçados e demais utensílios foram consumidos pelo fogo. Os bombeiros só puderam evitar que as chamas atingissem casas vizinhas, que ficam bem próximas.

Incêndio destruiu casa no bairro Imigração
– Crédito: Talis Ferreira

Campanha por doações

Logo iniciou uma mobilização em benefício do casal. Um vizinho emprestou um local onde o casal está ficando. O objetivo agora é reconstruir a casa o quanto antes. Mas para isso depende da arrecadação de materiais de construção e mão de obra. A idéia é reconstruir no mesmo local, que ainda deve ser totalmente limpo.

Muitas pessoas estão ajudando com doações de roupas, calçados, alimentos, móveis e utensílios. Ainda é preciso cama, geladeira, eletrodomésticos e principalmente materiais de construção. Contatos podem ser feitos pelo telefone 99882 2433, com Luciana, 9 8017 7879, com Leida, 99521 5683, com Rejane, e 99528 9620. “O susto foi grande. Nossas coisas queimaram tudo. Mas o importante é que estamos bem”, diz o casal, agradecendo a ajuda da comunidade.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here