- Imagem ilustrativa

Um homem, que estaria mantendo a companheira sob cárcere privado, trancada dentro de casa, e teria a forçado a manter relações sexuais, o que é considerado estupro, foi preso em Bom Princípio no feriado de Natal desta sexta-feira, dia 25, por volta de 10h20min da manhã.

Conforme a Brigada Militar, o comandante dos Bombeiros Voluntários de Bom Princípio, Paulo Portinho, informou que estava conduzindo a vítima para a UPA, após a mulher pedir socorro no centro da cidade. Uma guarnição da Brigada fez contato com a vítima, a qual informou que estava em cárcere privado há três dias e que teria conseguido fugir por uma janela do imóvel, no bairro Paraíso do Vale. Também foi levado junto para a UPA um filho da vítima, de 6 anos, que é autista.

A Brigada iniciou as buscas ao acusado e conseguiu localizá-lo na casa de sua mãe, no bairro Nova Rio Branco, em São Sebastião do Caí. Segundo os PMs, durante a abordagem ele estava bastante alterado e agressivo, tendo resistido a prisão e sendo necessário o uso moderado da força para contê-lo e algemá-lo. De acordo com a guarnição, familiares do acusado também tiveram de ser contidos. Os brigadianos contam que a mãe do acusado chegou a tentar jogar uma panela, com comida quente, nos policiais militares.

O acusado foi preso em flagrante por violência doméstica e sexual. Ele foi encaminhado para a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) de Montenegro, onde foi feito o registro. A vítima, que mantinha um relacionamento de cerca de três meses com o acusado, com que passou a morar junto, pediu medida protetiva, prevista na Lei Maria da Penha. Conforme a Polícia, ele já estaria impedindo que a vítima saísse de casa por ciúmes. O acusado, de 28 anos, já tinha antecedentes por tentativa de homicídio de uma outra companheira em 2011.

O delegado André Roese, que estava de plantão na DPPA, ressalta a importância das vítimas denunciarem, tanto pelo disque-denúncia no 180, para a Brigada Militar no 190 ou Polícia Civil no 197. O Vale do Caí inclusive possui uma Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM), que funciona em Montenegro, no mesmo prédio da DPPA.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here